Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA permitem que países do Báltico enviem mísseis Javelin e Stinger à Ucrânia, diz mídia

© AP Photo / Chiang Ying-yingImagem mostra o disparo de um míssil antitanque FGM-148 Javelin, na cidade de Taichung, em Taiwan, no dia 16 de julho de 2020
Imagem mostra o disparo de um míssil antitanque FGM-148 Javelin, na cidade de Taichung, em Taiwan, no dia 16 de julho de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 21.01.2022
Nos siga noTelegram
O governo norte-americano autorizou a Estônia, Letônia e Lituânia, bem como o Reino Unido, a entregarem armas de fabricação norte-americana à Ucrânia, segundo um porta-voz do Departamento de Estado.
O Departamento de Estado norte-americano não informou quais armas seriam enviadas, contudo uma fonte, citada pela Reuters, disse que a Estônia poderá enviar à Ucrânia mísseis antitanque Javelin, enquanto a Lituânia poderá fornecer mísseis antiaéreos Stinger.
Exercícios militares da OTAN Saber Strike 2016, na Estônia - Sputnik Brasil, 1920, 20.01.2022
Panorama internacional
Países Bálticos aguardam aprovação dos EUA para enviar armas letais à Ucrânia, diz jornal
Fontes do jornal The Wall Street Journal indicaram que a decisão do governo dos EUA permitirá aos três países do Báltico fornecer às Forças Armadas da Ucrânia mísseis Javelin e Stinger e adicionaram que a Administração de Joe Biden também notificou o Congresso de sua intenção de fornecer cinco helicópteros de transporte Mi-17 à Ucrânia.
"Estamos em estreito contato com nossos parceiros ucranianos e nossos aliados da OTAN. Utilizamos de forma criativa todas as ferramentas de cooperação disponíveis, na questão de segurança, para ajudar a Ucrânia a reforçar suas defesas ante a crescente agressão russa", declarou o porta-voz do Departamento de Estado.
A Ucrânia já conta com mísseis Javelin, que fazem parte de um pacote de ajuda militar de Washington, porém não possui mísseis Stinger.
O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg afirmou que a aliança está treinando as forças ucranianas para resistir a uma alegada invasão russa do país.

"Estamos treinando, ajudando a Ucrânia com equipamentos, treinando suas forças para que eles possam resistir. Eles têm um direito inerente à autodefesa", afirmou Jens Stoltenberg à CNN.

A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou que as observações dos EUA de que a Rússia prepara uma "invasão" da Ucrânia são um pretexto para suas "próprias provocações militares".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала