- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Fábio Faria processa Ernesto Araújo por calúnia e difamação

© Folhapress / Pedro LadeiraEm Brasília, o ministro da Casa Civil, general Braga Netto (à esquerda), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo (centro), e o ministro das Comunicações, Fábio Faria, participam de cerimônia com representantes da OCDE no Palácio do Itamaraty, em 26 de outubro de 2020
Em Brasília, o ministro da Casa Civil, general Braga Netto (à esquerda), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo (centro), e o ministro das Comunicações, Fábio Faria, participam de cerimônia com representantes da OCDE no Palácio do Itamaraty, em 26 de outubro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 20.01.2022
Nos siga noTelegram
Ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo acusou o ministro das Comunicações de entregar o 5G para a China.
O ministro das Comunicações do governo de Jair Bolsonaro, Fábio Faria apresentou uma queixa-crime contra o ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo pelos crimes de calúnia, injúria e difamação.
"A partir de agora, mentiras e teorias esdrúxulas [sic], fruto de criações mentais, serão tratadas na Justiça", escreveu Faria, nesta quinta-feira (20) em suas redes sociais.
Embora tenham trabalhado juntos no governo Bolsonaro, a questão do 5G sempre opôs os dois ministros. Enquanto Fábio Faria possui um perfil mais pragmático, que defende conversas com a China, Ernesto Araújo acredita que a tecnologia chinesa deveria ser boicotada.
Em entrevista para um podcast na segunda-feira (17), o ex-chanceler Ernesto Araújo afirmou que o ministro das Comunicações teria entregue o 5G para a China.
"Porque esse centrão que veio ai é um centrão que acha que política externa é fazer tudo que a China quer", comentou Araújo.
© REUTERS / Adriano MachadoEx-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, gesticula durante depoimento na CPI da Covid, Senado Federal, Brasília, 18 de maio de 2021
Ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, gesticula durante depoimento na CPI da Covid, Senado Federal, Brasília, 18 de maio de 2021   - Sputnik Brasil, 1920, 20.01.2022
Ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, gesticula durante depoimento na CPI da Covid, Senado Federal, Brasília, 18 de maio de 2021 . Foto de arquivo
"O PP [o ex-chanceler se refere ao partido Progressistas], para mim, é partido de Pequim. O PSD é o partido da sino dependência", disse Araújo, em crítica à aproximação do governo à base de parlamentares do centrão.
Segundo ele, há três pessoas que foram fundamentais para esta mudança no governo Bolsonaro: "Ciro Nogueira, Fábio Faria, que entregou o 5G para a China, e Flávia Arruda", concluiu.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала