Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Bolsonaro diz que Suriname pode dar preferência ao Brasil para exploração de petróleo

© REUTERS / Ranu AbhelakhOs presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Suriname, Chandrikapersad Santokhi, se encontram em Paramaribo, no Suriname, em20 de janeiro de 2022
Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Suriname, Chandrikapersad Santokhi, se encontram em Paramaribo, no Suriname, em20 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.01.2022
Nos siga noTelegram
O presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou, nesta quinta-feira (20), que o Suriname avalia dar prioridade ao Brasil, por meio da Petrobras, na exploração de petróleo e gás no país.
A afirmação foi feita direto de Paramaribo, no Suriname, onde o chefe do Executivo se encontrou com o presidente do país, Chandrikapersad Santokhi, em sua primeira viagem internacional em 2022.

"Temos a oferecer ao país a nossa expertise na prospecção de petróleo e, para isso, trouxemos o nosso ministro das Minas e Energia [Bento Albuquerque]. Eu cumprimento e agradeço o que conversamos, há pouco, na possível prioridade para que o país, através da Petrobras, venha aqui colaborar na prospecção de petróleo e gás", disse o presidente, conforme publicou o jornal Correio do Povo.

Bolsonaro está no país acompanhado dos ministros Carlos França (Relações Exteriores), Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). O almirante Flávio Rocha, secretário especial de assuntos estratégicos, também está na comitiva.
Já o presidente do Suriname afirmou que os dois países "são não apenas vinculados geograficamente, mas compartilham fortes laços históricos e culturais". Ele lembrou que, recentemente, Suriname e Brasil comemoraram 45 anos do "estabelecimento de relações diplomáticas".
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, durante entrevista coletiva no Hospital Vila Nova Star, onde foi tratado devido a obstrução intestinal em São Paulo, Brasil, 5 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.01.2022
Panorama internacional
'Exigimos uma profunda investigação': Morales acusa Bolsonaro de apoiar governo golpista da Bolívia
Santokhi agradeceu ainda a doação feita pelo Brasil de doses de vacinas contra a COVID-19.

"Tive hoje a oportunidade de expressar pessoalmente ao presidente Bolsonaro a mais profunda gratidão por parte do Suriname pelas generosas doações no setor de saúde recebidas do Brasil, mais especificamente e recentemente pela doação de doses da vacina contra a COVID-19 e várias outras doenças", ressaltou Santokhi.

Há um mês, em dezembro do ano passado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o Brasil doaria 30 milhões de imunizantes contra a COVID-19 para o consórcio internacional COVAX Facility, com doses destinadas a países de baixa e média renda.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала