Irã moderniza maior rede de sistemas soviéticos S-200 com melhorias radicais, diz mídia

© AFP 2022 / ATTA KENARESistemas de defesa aérea S-200 operados pelo Irã
Sistemas de defesa aérea S-200 operados pelo Irã - Sputnik Brasil, 1920, 19.01.2022
Nos siga noTelegram
Os sistemas de defesa aérea S-200 entraram em serviço em 1966 pela União Soviética, tendo maior alcance que qualquer outra plataforma na Guerra Fria.
As versões do sistema dos anos 1980 apresentavam um desempenho impressionante, atingindo um teto de voo de até 40 quilômetros e sendo capazes de abater mísseis hipersônicos Mach 6.
Apesar de o sistema não estar em serviço pela Rússia, o S-200 segue sendo amplamente operado pela Polônia, Coreia do Norte, Síria e Irã.
Na década de 1990, o Irã adquiriu 10 unidades dos sistemas S-200. Posteriormente, o Irã investiu na modernização dos seus S-200, cirando um lançador móvel para o sistema, além de aperfeiçoar os sensores para reduzir sua detecção e disparo, bem como o tempo de rastreamento.
Sistema de defesa aérea do Irã equipado com míssil Fajr-5  - Sputnik Brasil, 1920, 17.01.2022
Panorama internacional
Irã afirma que pode 'detectar, monitorar e lidar com qualquer artefato aéreo'
Além disso, o país integrou novos mísseis nacionais ao sistema S-200, como o Sayyad 2 e o Sayyad 3, segundo a revista Military Watch.
Isso indica que o Irã pretende continuar operando os sistemas soviéticos, implantando melhorias, inclusive as relacionadas à sua mobilidade.
A modernização é uma alternativa de menor custo e ainda garante a possibilidade de comercializar o sistema no exterior para outros operadores, como a Síria.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала