Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Biden e líderes da UE não estão preparados para Ucrânia aderir à OTAN no futuro próximo, diz mídia

© REUTERS / Serviço de imprensa da 92ª Brigada Mecanizada Independente das Forças Armadas da Ucrânia / HandoutMilitares da 92ª Brigada Mecanizada Independente das Forças Armadas da Ucrânia durante manobras militares na Carcóvia, Ucrânia, em imagem publicada em 20 de dezembro de 2021
Militares da 92ª Brigada Mecanizada Independente das Forças Armadas da Ucrânia durante manobras militares na Carcóvia, Ucrânia, em imagem publicada em 20 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Nos siga no
A Organização do Tratado do Atlântico Norte não permitirá que a Ucrânia se junte à aliança em um futuro próximo, avança o jornal The New York Times.
De acordo com o artigo publicado ontem (13) no jornal, o presidente dos EUA, Joe Biden, e os líderes europeus não estão preparados para dar este passo.
"Enquanto a administração Biden insiste que não permitirá que Moscou impeça as ambições da Ucrânia de se juntar à OTAN, a aliança não tem planos imediatos para ajudar a integrar a antiga república soviética", observa o jornal.
O NYT salienta que, anteriormente, a Alemanha e a França se opuseram ao ingresso da Ucrânia no bloco, enquanto outros países europeus se mantêm cautelosos. Isso é um obstáculo, pois um país só pode integrar a Aliança se houver consentimento unânime de todos os seus membros.
"A principal objeção seria: será que tal medida realmente contribui para a estabilidade na Europa, ou contribuirá para a desestabilização? Acho que é indiscutível que não haverá consenso entre os 30 membros [da OTAN], mesmo que todos os aliados concordem que a Ucrânia tem o direito de querer ser membro da OTAN", disse ao jornal Douglas E. Lute, ex-embaixador dos EUA na OTAN.
Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores, em reunião - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Panorama internacional
Paciência da Rússia ante as ações do Ocidente chegou ao fim, diz chanceler russo
Joe Biden é cada vez mais cético relativamente à expansão dos compromissos militares dos EUA, sugere o artigo.
O NYT aponta que, entre outras possíveis razões para esta postura do Ocidente, está o desejo do presidente americano de ver melhorias nos sistemas político e jurídico na Ucrânia, bem como a relutância da OTAN em agravar as relações com Moscou.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала