Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Coreia do Norte adverte EUA após introdução de novas sanções pelos lançamentos de mísseis balísticos

© REUTERS / KCNALançamento de novo míssil hipersônico Hwasong-8 na província de Chagang, Coreia do Norte, foto divulgada em 29 de setembro
Lançamento de novo míssil hipersônico Hwasong-8 na província de Chagang, Coreia do Norte, foto divulgada em 29 de setembro - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Nos siga no
Nesta sexta-feira (14), a Coreia do Norte advertiu os Estados Unidos de que terá que reagir "com mais força e determinação" depois da imposição de novas sanções dos EUA pelos recentes lançamentos de testes de mísseis balísticos realizados pelo país asiático.
A declaração foi feita pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA, na sigla em inglês).
"Se os EUA adotarem tal posição de confronto a [Coreia do Norte] será forçada a tomar uma posição mais forte e determinada", aponta o comunicado.
Na declaração, um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte defendeu os recentes lançamentos de mísseis hipersônicos como um "exercício do direito de autodefesa".
A declaração surge na sequência de dois testes de mísseis realizados por Pyongyang esta semana. O segundo teste, conduzido na terça-feira (11) e que, de acordo com a mídia estatal norte-coreana, contou com a presença do líder do país, Kim Jong-un, foi de um míssil hipersônico.
Disparo do que a agência norte-coreana KCNA diz ser um míssil hipersônico na Coreia do Norte, 5 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.01.2022
Panorama internacional
'Ameaça à paz e segurança': Japão condena suposto teste de míssil balístico da Coreia do Norte
De acordo com o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, que rastreou o lançamento, o míssil cruzou o mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) em um trajeto de mais de 700 quilômetros e atingiu uma altitude de 60 quilômetros, atingindo uma velocidade superior a 12.200 km/h.
A KCNA informou que, na verdade, o míssil percorreu mais de 1.000 quilômetros e atingiu seu alvo com precisão.

Pyongyang acaba de lançar outro projétil não identificado

A Coreia do Norte lançou dois supostos mísseis balísticos de curto alcance da província de Pyongan em direção ao leste, segundo informou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.
"O Exército sul-coreano detectou na tarde de 14 de janeiro o lançamento na Coreia do Norte do que julgamos ser dois mísseis balísticos de curto alcance da província de Pyongan Norte em direção ao leste. Neste momento, nosso exército está monitorando as ações [da Coreia do Norte] a este respeito e mantendo a prontidão em caso de lançamentos adicionais", declararam militares aos jornalistas.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала