Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Trabalhador da saúde segura seringa em ponto de vacinação contra a COVID-19 em loja de departamentos GUM de Moscou, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Propagação e combate à COVID-19
Informações atuais sobre a dissimilação de coronavírus no Brasil e no mundo. Fique por dentro das principais notícias sobre o tema.

Argentina bate recorde e registra 140 mil novos casos de COVID-19

© AP Photo / Gustavo GarelloEm Buenos Aires, na Argentina, agentes de saúde organizam fila em centro de testagem de COVID-19, em 31 de dezembro de 2021
Em Buenos Aires, na Argentina, agentes de saúde organizam fila em centro de testagem de COVID-19, em 31 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Nos siga no
Nesta sexta-feira (14), a Argentina alcançou um novo recorde de casos registrados de COVID-19, com 139.853 infecções pelo novo coronavírus.
Conforme os números divulgados pelo Ministério da Saúde da Argentina, o país registrou 96 novas mortes causadas pela doença. Apesar de ainda muito abaixo dos picos anteriores, esse é o maior registro de mortes desde o dia 17 de setembro de 2021.
Assim como diversos países, a Argentina enfrenta uma nova onda da pandemia de COVID-19 ligada à disseminação da variante Ômicron. Em termos relativos e absolutos, a explosão de casos na Argentina é a maior da América do Sul.
Conforme dados do site Our World in Data, apesar de ainda abaixo de outras ondas, o número de pacientes internados em UTIs no país sul-americano tem aumentado de forma consistente. Até a quinta-feira (13), 2.406 argentinos estavam internados nas unidades de tratamento intensivo. O número girava em torno de 600 no início de dezembro do ano passado.
© AFP 2021 / Esteban CollazoAlberto Fernández usa máscara facial com as cores da bandeira nacional da Argentina e o mapa das Ilhas Malvinas na residência presidencial de Olivos em Olivos, Buenos Aires, em 10 de junho de 2020
Alberto Fernández usa máscara facial com as cores da bandeira nacional da Argentina e o mapa das Ilhas Malvinas na residência presidencial de Olivos em Olivos, Buenos Aires, em 10 de junho de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Alberto Fernández usa máscara facial com as cores da bandeira nacional da Argentina e o mapa das Ilhas Malvinas na residência presidencial de Olivos em Olivos, Buenos Aires, em 10 de junho de 2020
Entre os países sul-americanos, a Argentina é o segundo país mais vacinado, atrás apenas do Chile. Entre os argentinos, a vacinação com duas doses chegou a 74% da população, sendo que 85% já receberam ao menos uma dose. Além disso, cerca de 19,3% da população do país recebeu a dose de reforço, o terceiro melhor índice da região – atrás de Chile e Uruguai.
Desde o início da pandemia o país acumula 117.901 óbitos por COVID-19. Já o número total de pessoas que testaram positivo para a COVID-19 na Argentina ultrapassa 6,9 milhões.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала