Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

IBGE: inflação de 2021 tem maior alta desde 2015 no Brasil

© Folhapress / Roberto GardinalliEm Limeira, no interior de São Paulo, alimentos são precificados em supermercado, em 11 de janeiro de 2022
Em Limeira, no interior de São Paulo, alimentos são precificados em supermercado, em 11 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.01.2022
Nos siga no
Com alta de 10,06%, inflação tem maior variação desde 2015 no Brasil e quase dobra o limite da meta do Banco Central.
Nesta terça-feira (11), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os números oficiais do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021.
O índice acumulou alta de 10,06% entre janeiro e dezembro do ano passado. Em 2020, a variação foi de 4,52%. A alta de 2021 é a maior em seis anos, atrás apenas da registrada em 2015, quando a variação foi de 10,67%.
Os números de 2021 ficaram muito acima da meta estipulada pelo Banco Central, cujo centro era de 3,75%, com teto em 5,25%. Essa é a sexta vez que a inflação fica acima do estabelecido desde a criação do sistema de metas da inflação, em 1999.
© AP Photo / Victor R. CaivanoMulheres fazem compras em um supermercado em Buenos Aires, Argentina, segunda-feira, 18 de outubro de 2021
Mulheres fazem compras em um supermercado em Buenos Aires, Argentina, segunda-feira, 18 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 11.01.2022
Mulheres fazem compras em um supermercado em Buenos Aires, Argentina, segunda-feira, 18 de outubro de 2021
A alta da inflação em 2021 foi puxada principalmente pelo setor de transportes, que registrou aumento de 21,03% no período, o equivalente a 2,05 pontos percentuais no total do IPCA para o ano. Logo depois vêm as áreas de habitação, com alta de 13,05%, e alimentação e bebidas, com variação de 7,94%.
Ainda segundo o IBGE, todos os grupos de produtos e serviços pesquisados registraram alta em dezembro do ano passado. Os destaques foram: vestuário, com alta de 2,06%; artigos de residência, com alta de 1,37%; e alimentação e bebidas, com variação de 0,84%.
Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve aumento ligeiramente maior que o IPCA em 2021, e ficou em 10,16%. Apelidada de "inflação dos pobres", o INPC mede a inflação para famílias com renda familiar entre um e cinco salários mínimos. Segundo o IBGE, esse grupo costuma gastar seu rendimento com itens básicos, como alimentação e transporte.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала