Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Queiroga anuncia como será a vacinação infantil no Brasil contra a COVID-19

© Foto / Agência Brasil / Wilson DiasMinistro da Saúde, Marcelo Queiroga, fala à imprensa no ministério da Saúde, sobre a vacinação contra a COVID-19, 16 de setembro de 2021
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fala à imprensa no ministério da Saúde, sobre a vacinação contra a COVID-19, 16 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 05.01.2022
Nos siga no
Mais cedo, o Ministério da Saúde anunciou que exigirá prescrição médica para vacinar crianças. A exigência não teve respaldo da consulta pública realizada pelo governo.
Em release divulgado à imprensa, o governo anunciou que incluirá as crianças de cinco a 11 anos no plano nacional de vacinação.
Segundo as regras divulgadas, a vacinação será feita com a Pfizer e em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente. O intervalo entre as duas doses será de dois meses (oito semanas).
O Ministério da Saúde informou ainda que a previsão é que esse público comece a ser imunizado a partir de janeiro de 2022. A pasta explicou que o Brasil receberá mais de 20 milhões de doses pediátricas da Pfizer.
© Foto / Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência BrasilO novo ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga, ao lado do Zé Gotinha, em 23 de março de 2021
O novo ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga, ao lado do Zé Gotinha, em 23 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 05.01.2022
O novo ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga, ao lado do Zé Gotinha, em 23 de março de 2021. Foto de arquivo
A imunização não será obrigatória e não será exigido receita médica, escreve o G1. O documento apenas recomenda que os pais procurem recomendação prévia de um médico antes da vacinação.
A imunização de crianças entre cinco e 11 anos contava com o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 16 de dezembro do ano passado.
Antes disso, o Ministério da Saúde resolveu promover uma consulta pública e uma audiência pública sobre o assunto. A demora foi criticada por cientistas e médicos. Ao contrário do Brasil, mais de 30 países já vacinam crianças.
Segundo Queiroga, o Brasil deve começar a receber no fim do mês as primeiras doses da vacina da Pfizer destinada às crianças.
O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, no dia 16 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 31.12.2021
Notícias do Brasil
Na TV, Bolsonaro critica passaporte vacinal e defende prescrição médica na imunização de crianças
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала