Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Taiwan acusa Nicarágua de confisco de propriedade diplomática após Manágua anunciar apoio à China

© AP Photo / Johnson LaiO ministro das Relações Exteriores de Taiwan, Joseph Wu, em 20 de setembro de 2019, em Taipei, Taiwan.
O ministro das Relações Exteriores de Taiwan, Joseph Wu, em 20 de setembro de 2019, em Taipei, Taiwan. - Sputnik Brasil, 1920, 30.12.2021
Nos siga no
Nesta quinta-feira (29), o Ministério das Relações Exteriores de Taiwan condenou as autoridades da Nicarágua pela apreensão de bens diplomáticos da embaixada de Taiwan no país latino-americano.
A acusação se deu após as nações encerraram laços diplomáticos em 10 de dezembro. A ruptura das relações ocorreu após a Nicarágua assumir que Taiwan é parte integrante da China.

"O Ministério das Relações Exteriores condena veementemente o regime ditatorial da Nicarágua por exercer ilegalmente o poder do Estado para interferir na transferência legal de propriedade diplomática de Taiwan e usurpar sua propriedade em séria violação do direito internacional", disse o ministério em um comunicado oficial.

De acordo com a chancelaria taiwanesa, após o rompimento das relações, Taiwan pretendia entregar os bens de sua embaixada a um país terceiro, seguindo o rito do direito internacional, mas a Nicarágua rejeitou a iniciativa. Dessa forma, as autoridades de Taiwan decidiram vender a propriedade diplomática para a Igreja Católica na Nicarágua.
O ministério justificou as acusações divulgando a Convenção de Viena sobre relações diplomáticas, que estipula que caso os países decidam encerrar relações diplomáticas eles devem respeitar as instalações e propriedades uns dos outros.
© AFP 2021 / Cesar Perez/Presidência da NicaráguaPresidente da Nicarágua, Daniel Ortega, durante o 41º aniversário da Revolução Sandinista em Manágua, Nicarágua. Foto de arquivo
Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, durante o 41º aniversário da Revolução Sandinista em Manágua, Nicarágua. Foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 30.12.2021
Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, durante o 41º aniversário da Revolução Sandinista em Manágua, Nicarágua. Foto de arquivo
Taiwan e Nicarágua estabeleceram relações ainda em 1930, quando a ilha fazia parte do Império Japonês. Esses laços foram rompidos quando Daniel Ortega assumiu o poder na NIcarágua e estabeleceu relações diplomáticas com Pequim, em 1985.
As relações entre Nicarágua e Taiwan foram restauradas pela sucessora de Ortega, Violeta Barrios de Chamorro, que cortou relações com a China. O fim dos laços diplomáticos entre os dois governos acontece novamente sob o governo de Ortega, que voltou ao poder em 2007.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала