Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Estratégia de Bolsonaro para movimentar base de apoio, motociatas, já custaram R$ 5 milhões

© Folhapress / Tarla Wolski O presidente Jair Bolsonaro e o prefeito de Chapecó João Rodrigues, durante Motociata com apoiadores na cidade de Chapecó, SC, 26 de junho de 2021
O presidente Jair Bolsonaro e o prefeito de Chapecó João Rodrigues, durante Motociata com apoiadores na cidade de Chapecó, SC, 26 de junho de 2021  - Sputnik Brasil, 1920, 26.12.2021
Nos siga no
Manifestações públicas de apoio ao presidente já custaram praticamente R$ 5 milhões aos cofres públicos do país.
O presidente Jair Bolsonaro, recém filiado ao PL, já gastou cerca de R$ 5 milhões aos cofres públicos, revelou a Folha de São Paulo a partir de mais de 50 pedidos via Lei de Acesso à Informação.
O levantamento se refere à soma das despesas com o cartão de pagamento do governo federal, informadas pela Secretaria-Geral da Presidência, e os gastos assumidos pelos estados para garantir a segurança da população e da comitiva de Bolsonaro, menos a viagem de Bolsonaro ao Paraná, em novembro, custo ainda não revelado pela Presidência.
Os eventos que já aconteceram no Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco e Paraná, serviram de palanque para as falas de Bolsonaro, na tentativa de demonstrar força em meio à queda de popularidade impulsionada pelo avanço da inflação e pela exposição do governo federal na CPI da Covid.
Os discursos do presidente, que foram combustível para acentuar a crise institucional entre os três poderes (executivo, legislativo e judiciário) aconteceram enquanto Bolsonaro usava as motociatas para acenar às suas bases mais radicais.
O levantamento da Folha revelou os gastos com as viagens, no entanto, a Presidência não compartilhou detalhes a respeito das despesas, mantidos sob sigilo.
© REUTERS / Ueslei MarcelinoO presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala durante cerimônia em Brasília, no dia 25 de novembro de 2021
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala durante cerimônia em Brasília, no dia 25 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 26.12.2021
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala durante cerimônia em Brasília, no dia 25 de novembro de 2021
A pedido dos integrantes da CPI da Covid no Senado, os gastos da comitiva estão sendo analisados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O julgamento, porém, foi adiado.
Atualmente sob responsabilidade do senador Antonio Anastasia (PSD), a relatoria dos processos busca realizar uma auditoria dos custos com as motociatas, e uma mais ampla a respeito dos gastos com o cartão corporativo do presidente e seus parentes.
Entre as 13 viagens de Bolsonaro para as motociatas, a mais custosa foi ao agreste pernambucano, no dia 4 de setembro, no valor de quase R$ 607 mil. Os maiores gastos foram em São Paulo (R$ 476 mil) e Chapecó (R$ 450 mil), no mês de junho.
No total, a Presidência desembolsou R$ 3,3 milhões para que Bolsonaro participasse dos eventos.
Em agosto, o governador de São Paulo, João Doria chegou a afirmar que Bolsonaro seria cobrado se participasse de novas motociatas no estado. "Não é obrigação do Governo do Estado de São Paulo fazer segurança de motociatas sem que o custo seja suportado por quem as organiza e as promove", disse.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала