Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Índia implanta drones suicidas para elevar capacidades da artilharia na fronteira com China

© Foto / Israel Aerospace IndustriesDrone israelense Harop usado pela Índia
Drone israelense Harop usado pela Índia - Sputnik Brasil, 1920, 23.12.2021
Nos siga no
O Exército da Índia declarou estar planejando instalar pelo menos 10 sistemas de precisão de alcance intermediário, composto por 120 munições vagantes, para implantá-los em áreas na fronteira norte do pais.
Estas munições vagantes, também conhecidas como drone suicidas, vão reforçar as capacidades das unidades de artilharia do Exército.

"O ambiente atual ou futuro do campo de batalha precisa de munições guiadas de precisão para alcançar o primeiro ataque de eliminação e psicológico do inimigo", comunicou o Exército.

O Exército afirmou que a necessidade de um sistema de arma como esse aumentaria devido à dimensão do conflito, que vai desde operações subconvencionais até uma guerra em grande escala.
Sistemas de defesa antiaérea S-400 Triumf em desfile militar que marca o 76º aniversário da Grande Guerra pela Pátria (parte da Segunda Guerra Mundial, compreendida entre 22 de junho de 1941 e 9 de maio de 1945, e limitada às hostilidades entre a União Soviética e a Alemanha nazista e seus aliados) em 9 de maio de 2021, Sevastopol, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 21.12.2021
Índia teria implantado 1º esquadrão do recém-obtido sistema russo S-400 na fronteira com Paquistão
Estas munições são projetadas para serem usadas a altitudes de mais de quatro mil metros acima do nível do mar, e podem detectar e destruir alvos como instalações de radar, incluindo radares de localização de armas, sistemas de defesa aérea, depósitos de armazenamento logístico e veículos blindados a uma distância de mais de 40 quilômetros da área de lançamento.
"O sistema de munição tem a capacidade de atingir um alvo designado, mesmo se a comunicação da estação de solo for interrompida", informou.
Na quarta-feira (22), a Índia testou um novo míssil balístico guiado superfície-superfície na costa de Odisha, tendo o projétil cumprido todos os seus objetivos.
Além disso, o país implantou o primeiro esquadrão de sistemas russos de mísseis terra-ar S-400 Triumf, recentemente adquiridos pela Índia, no setor de Punjab, ao longo da fronteira paquistanesa, relatou na segunda-feira (20).
Lançamento do míssil balístico na Índia, imagem referencial  - Sputnik Brasil, 1920, 22.12.2021
Índia revela em VÍDEO teste de seu novo míssil balístico
Pequim e Nova Deli destacaram um grande número de forças para a fronteira na área de Ladakh, cerca de 50.000 militares de cada lado.
Em meados de 2020 houve escaramuças entre os dois lados na região, levando a mortos entre ambas as partes.
Em setembro de 2020 a Índia e a China concordaram em retirar as tropas de certos pontos de fricção, tais como o vale de Galwan, posto de Gogra e do lago Pangong Tso, um processo que começou em fevereiro de 2021.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала