Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pequim estaria elevando capacidade de guerra eletrônica próximo do mar do Sul da China (FOTOS)

© AFP 2021 / STRMarinheiros de Taiwan visitam o destróier de míssil guiado chinês Guangzhou no porto de Zhanjiang
Marinheiros de Taiwan visitam o destróier de míssil guiado chinês Guangzhou  no porto de Zhanjiang - Sputnik Brasil, 1920, 22.12.2021
Nos siga no
A China está dando "passos importantes" para elevar suas capacidades de guerra eletrônica e coleta de informações próximo do mar do Sul da China.
O Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan.
© Foto / CSIS/Maxar TechnologiesDe acordo com a CSIS, as imagens de satélite, que incluem novas antenas e satélites, revelam que a China "está expandindo rapidamente" a instalação de Mumian, algo que fornece ao ELP "grande capacidade para rastrear e conter as forças militares estrangeiras operando dentro ou fora da região"
De acordo com a CSIS, as imagens de satélite, que incluem novas antenas e satélites, revelam que a China está expandindo rapidamente a instalação de Mumian, algo que fornece ao ELP grande capacidade para rastrear e conter as forças militares estrangeiras operando dentro ou fora da região - Sputnik Brasil, 1920, 22.12.2021
De acordo com a CSIS, as imagens de satélite, que incluem novas antenas e satélites, revelam que a China "está expandindo rapidamente" a instalação de Mumian, algo que fornece ao ELP "grande capacidade para rastrear e conter as forças militares estrangeiras operando dentro ou fora da região"
O CSIS descreve o núcleo de Mumian como a base das plataformas de satélite chinês de rastreamento e comunicação (SATCOM, na sigla em inglês), que tem um papel importante na coleta de sinais de inteligência (SIGINT, na sigla em inglês) e de comunicações de inteligência (COMINT, na sigla em inglês).
© Foto / CSIS/Maxar TechnologiesO Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan
O Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan - Sputnik Brasil, 1920, 22.12.2021
O Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan
De acordo com a CSIS, as imagens de satélite, que incluem novas antenas e satélites, revelam que a China "está expandindo rapidamente" a instalação de Mumian, algo que fornece ao ELP "grande capacidade para rastrear e conter as forças militares estrangeiras operando dentro ou fora da região".
© Foto / CSIS/Maxar TechnologiesO Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan
O Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan - Sputnik Brasil, 1920, 22.12.2021
O Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) compartilhou algumas imagens de satélite capturadas pela empresa norte-americana Maxar Tecnologies, que supostamente mostram a expansão rápida das instalações de guerra eletrônica do Exército de Libertação Popular (ELP) próximo de Mumian, na ilha de Hainan
Além das antenas e satélites, a China construiu novas rodovias, com diversos veículos sendo avistados nas fotos, que seriam usados para treinamento das forças terrestres do ELP envolvidas na coleta do SIGINT e guerra eletrônica.
© Foto / CSIS/Maxar TechnologiesAlém das antenas e satélites, a China construiu novas rodovias, com diversos veículos sendo avistados nas fotos, que seriam usados para treinamento das forças terrestres do ELP envolvidas na coleta do SIGINT e guerra eletrônica
Além das antenas e satélites, a China construiu novas rodovias, com diversos veículos sendo avistados nas fotos, que seriam usados para treinamento das forças terrestres do ELP envolvidas na coleta do SIGINT e guerra eletrônica
 - Sputnik Brasil, 1920, 22.12.2021
Além das antenas e satélites, a China construiu novas rodovias, com diversos veículos sendo avistados nas fotos, que seriam usados para treinamento das forças terrestres do ELP envolvidas na coleta do SIGINT e guerra eletrônica
A CSIS denominou a instalação de Mumian como parte da "rede crescente de instalações militares que possibilitam ao Comando do Teatro Sul do ELP projetar o seu poder no mar do Sul da China".
A instalação está em operação desde 2018, quando um avião EA-18G da Marinha dos EUA foi supostamente detectado pela tecnologia de interferência chinesa enquanto voava sobre o mar do Sul da China em abril daquele ano.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала