Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MRE da Rússia divulga projeto de acordo com EUA e OTAN sobre garantias de segurança

© Sputnik / Vladimir TrefilovBandeiras da Rússia e EUA com logo da OTAN ao fundo
Bandeiras da Rússia e EUA com logo da OTAN ao fundo - Sputnik Brasil, 1920, 17.12.2021
Nos siga no
Países-membros da OTAN comprometem-se a excluir a adesão da Ucrânia à Aliança e sua futura expansão, declara o projeto de acordo sobre garantias de segurança publicado na página oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.
"Os participantes, sendo Estados-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte, assumem compromissos que excluem a futura expansão da OTAN, incluindo a adesão da Ucrânia, bem como de outros Estados", lê-se no documento.
Rússia propõe à OTAN, em condição mútua, não implantar mísseis de alcance intermédio e curto em zonas a partir das quais eles possam atingir os territórios um do outro, estipula o projeto de tratado sobre garantias de segurança publicado pela chancelaria russa.
"Os participantes excluem a implantação de mísseis terrestres de médio e curto alcance em zonas a partir das quais sejam capazes de atingir alvos no território de outros participantes", declara documento.
Além do mais, a Rússia propõe à OTAN trabalhar em conjunto a fim de evitar incidentes marítimos e aéreos nos mares Negro e Báltico.
"Os participantes confirmam que não se consideram mutuamente como adversários. Os participantes mantêm o diálogo e colaboração para melhorar os mecanismos de prevenção de incidentes no alto mar e no espaço aéreo sobre ele (principalmente no Báltico e na região do mar Negro)", informa texto do projeto.
Sergei Ryabkov, vice-ministro das Relações Exteriores russo, declarou que o projeto de acordo sobre garantias de segurança foi difundido em 16 de dezembro entre os países-membros da OTAN.
Entre outras posições o documento refere:
OTAN deve desistir de todas suas atividades militares na Ucrânia, Leste da Europa, Transcaucásia e Ásia Central;
Não realizar exercícios e outras atividades envolvendo dimensões acima de uma brigada na faixa fronteiriça acordada, compartilhar regulamente informações sobre exercícios militares;
Assumir o compromisso de não criar condições que possam ser consideradas uma ameaça pela outra parte;
Criar linhas diretas para contatos de emergência; não implantar armas e forças em áreas onde isso seria considerado pela outra parte uma ameaça;
Abster-se de realizar voos de bombardeiros pesados com armas nucleares e não nucleares fora da sua zona aérea, de onde eles possam atacar alvos no território da outra parte;
Abster-se da presença de navios de guerra em zonas fora das águas nacionais, a partir das quais possam atingir alvos no território da outra parte;
Não implantar armas nucleares no exterior e retirar o armamento já implantado, bem como desmantelar a infraestrutura para implantação de armas nucleares fora do seu território;
Não realizar exercícios militares com cenários de utilização de armas nucleares e não treinar militares de países não nucleares para utilização de armas nucleares;
EUA comprometem-se a excluir a futura expansão da OTAN para leste e a rejeitar a adesão de países pós-soviéticos à Aliança.
EUA comprometem-se a não criar bases militares em países pós-soviéticos, a não utilizar sua infraestrutura militar ou desenvolver a cooperação militar com eles.
Nesta quarta-feira (15), durante uma reunião entre Sergei Ryabkov, vice-ministro das Relações Exteriores russo, e Karen Donfried, secretária de Estado adjunta para Assuntos Europeus e Euroasiáticos, a Rússia entregou oficialmente dois documentos – um tratado e um acordo que incorporam as considerações russas sobre garantias de segurança. Kremlin afirmou que está pronto para iniciar imediatamente negociações sobre o projeto.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала