Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Trabalhador da saúde segura seringa em ponto de vacinação contra a COVID-19 em loja de departamentos GUM de Moscou, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Propagação e combate à COVID-19
Informações atuais sobre a dissimilação de coronavírus no Brasil e no mundo. Fique por dentro das principais notícias sobre o tema.

Brasil tem 126 mortes por COVID-19 em 24h; 5 estados não registram óbitos

© Folhapress / Rivaldo GomesEm São Paulo, uma enfermeira segura um frasco com a vacina contra a COVID-19, em 13 de setembro de 2021
Em São Paulo, uma enfermeira segura um frasco com a vacina contra a COVID-19, em 13 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 17.12.2021
Nos siga no
Nesta quinta-feira (16), o Brasil registrou 126 novas mortes por COVID-19, chegando a um total de 617.647 óbitos.
Conforme os dados do consórcio dos veículos de imprensa, com base em informações das secretarias estaduais de Saúde, a média diária de mortes no país está em 131. O número mostra variação negativa de 33% em relação a 14 dias atrás, o que aponta tendência de queda.
Devido às consequências de um ataque hacker realizado contra o Ministério da Saúde, cinco estados não divulgaram estatísticas de casos e mortes. São eles: Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio de Janeiro e Tocantins. Esse é o oitavo dia seguido com problemas na divulgação devido ao ataque.
© Folhapress / Pedro LadeiraEm Brasília, manifestantes realizam homenagem às vítimas da COVID-19 no Brasil, em 21 de janeiro de 2021
Em Brasília, manifestantes realizam homenagem às vítimas da COVID-19 no Brasil, em 21 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 17.12.2021
Em Brasília, manifestantes realizam homenagem às vítimas da COVID-19 no Brasil, em 21 de janeiro de 2021
Em relação ao número de casos, o Brasil registrou 4.222 novas infecções, chegando a quase 22,3 milhões de casos registrados. A média diária é de 3.505 infecções, com tendência de queda e variação negativa de 60% em relação ao registro de 14 dias atrás.
A média de mortes no Brasil está em alta nas seguintes unidades federativas: Mato Grosso, Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Pernambuco. Já Pará, Sergipe e Amazonas registram estabilidade. Os outros estados, exceto os cinco que não divulgaram dados, estão em tendência de queda nas mortes.
O Brasil continua sendo o segundo país com mais óbitos registrados por COVID-19 em números absolutos, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam 805,4 mil mortes causadas pela doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

São Paulo chega a 100% de vacinados

Nesta sexta-feira (17), o estado de São Paulo chegou a 100% da população totalmente vacinada. O estado é o mais populoso do país e lidera a vacinação entre as unidades federativas.
© Folhapress / Aloisio Mauricio / FotoarenaMônica Calazans, enfermeira de 54 anos do Instituto Emílio Ribas, em São Paulo, é a primeira vacinada contra a COVID-19 no Brasil
Mônica Calazans, enfermeira de 54 anos do Instituto Emílio Ribas, em São Paulo, é a primeira vacinada contra a COVID-19 no Brasil - Sputnik Brasil, 1920, 17.12.2021
Mônica Calazans, enfermeira de 54 anos do Instituto Emílio Ribas, em São Paulo, é a primeira vacinada contra a COVID-19 no Brasil
A vacinação no Brasil já chegou a 75,27% da população brasileira com pelo menos a primeira dose do imunizante contra a COVID-19.
No caso dos que tomaram a segunda dose da vacina, a porcentagem chegou a 66,25% dos brasileiros. Já a dose de reforço foi aplicada em 10,6% da população, totalizando pouco mais de 22,6 milhões de pessoas. Quase 324,5 milhões de doses de vacina contra a COVID-19 já foram aplicadas no Brasil.
Devido ao ataque hacker contra o Ministério da Saúde, 14 estados novamente deixaram de divulgar dados sobre a vacinação.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала