Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Pesquisa: Sergio Moro se firma na 3ª posição de intenção de votos para as eleições 2022

© Foto / Rovena Rosa / Agência BrasilMinistro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Nos siga no
Segundo pesquisa que entrevistou 2.037 brasileiros, o ex-presidente Lula ainda segue triunfando em qualquer cenário de primeiro e segundo turno. Já Sergio Moro, apesar de se firmar como terceira via, é desconhecido por 13% dos entrevistados.
A corrida para o cargo de chefe do Executivo no Brasil está a todo vapor, mesmo com os possíveis presidenciáveis não tendo oficializado suas candidaturas.
Em meio à forte crise econômica que abala o país e o contexto de instabilidade diante da pandemia, a nação acompanha de perto as pesquisas de intenção de votos para entender qual quadro se desenhará ano que vem.
Segundo a nova pesquisa da Genial/Quaest divulgada hoje (8), o quadro continua favorável ao ex-presidente Lula (PT), que lidera em todos os cenários, vencendo em primeiro e segundo turnos.
Já em segundo lugar, está o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), entretanto, o mandatário seria derrubado em qualquer cenário de segundo turno, conforme a pesquisa.
Em terceiro lugar, se consolidou o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (Podemos).
© Folhapress / Pedro LadeiraO presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia de lançamento de avanços no programa Casa Verde Amarela, em Brasília, 15 de setembro de 2021
O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia de lançamento de avanços no programa Casa Verde Amarela, em Brasília, 15 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia de lançamento de avanços no programa Casa Verde Amarela, em Brasília, 15 de setembro de 2021
Falando em números, segundo a pesquisa, os possíveis presidenciáveis se encontram no ranking de intenção de votos dessa forma: Lula teria 46% dos votos; Bolsonaro, 23%; Sergio Moro viria em terceiro, com 10%; Ciro Gomes, na quarta posição, com 5%; João Doria (PSDB), com 2%; e Rodrigo Pacheco (PSD) e Felipe D’Ávila empatados com 1%.
O número de brancos e nulos é de 7% e o de indecisos, 5%.
Uma particularidade sobre Moro, é que mesmo em terceiro lugar para o primeiro turno, o ex-juiz não é reconhecido por 13% dos entrevistados. Entretanto, 61% o conhece, mas não votariam nele para a presidência.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursa no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. - Sputnik Brasil, 1920, 06.12.2021
Notícias do Brasil
RJ, SP e RS: PSB impõe condições para aliança com Lula em 2022
Entretanto, mesmo com um cenário mais negativo para o presidente Bolsonaro, seu governo teve alta na aprovação de seu mandato em 6%, saindo de 50% para 56%.
Outro público onde o presidente melhorou foram os eleitores evangélicos. Entre eles, a diferença entre os que reprovavam o governo e os que aprovaram era de 15 pontos percentuais e agora é de 3 pontos.
Segundo o cientista político e diretor da Quaest, Felipe Nunes, as últimas políticas do presidente em relação ao Auxílio Brasil e à aprovação de André Mendonça, ministro evangélico, ao Supremo Tribunal Eleitoral (STF), ajudaram para mudar a concepção dos mais humildes ou evangélicos sobre o presidente.

"Olhando esses números fica claro que o governo conseguiu estancar o desgaste que vinha sofrendo por conta dos problemas econômicos do país. Foram duas ações bem-sucedidas: o anúncio do novo Auxílio Brasil de R$ 400, que vai beneficiar os mais pobres, gerou uma sensação de esperança nesse público; além da indicação e aprovação do novo ministro do Supremo, André Mendonça, que é evangélico", analisou Nunes no Twitter.

Na contramão do cenário nacional, o Nordeste foi a única região que registrou aumento na reprovação ao governo. Oscilou de 60% em novembro para 61%, neste mês.
O levantamento foi feito presencialmente entre os dias 2 e 5 de dezembro, com 2.037 entrevistas em 120 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal.
André Mendonça, novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), durante a sessão do Comitê de Constituição e Justiça do Senado Federal, em Brasília, em 1º de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.12.2021
Notícias do Brasil
O que esperar da atuação de André Mendonça, novo ministro do STF?
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала