Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 8 de dezembro

© AP Photo / Adam Schultz / Casa BrancaPresidente dos EUA, Joe Biden, durante videoconferência com o presidente russo, Vladimir Putin, na Casa Branca em Washington, 7 de dezembro de 2021
Presidente dos EUA, Joe Biden, durante videoconferência com o presidente russo, Vladimir Putin, na Casa Branca em Washington, 7 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Nos siga no
Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quarta-feira (8), detalhando a videochamada entre Putin e Biden, sanções americanas contra o Irã, Síria e Uganda e a tentativa fracassada de impeachment do presidente do Peru.

Bolsonaro publica MP para pagar Auxílio Brasil já este mês

Na noite desta terça-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro assinou a medida provisória para o pagamento mínimo de R$ 400 às famílias incluídas no Auxílio Brasil ainda no mês de dezembro. A MP prevê o repasse da quantia para 14,6 milhões de famílias brasileiras, nos termos de novo programa social Auxílio Brasil que substituiu o Bolsa Família. Espera-se que os pagamentos comecem em 10 de dezembro. O documento foi assinado antes da aprovação integral da PEC dos Precatórios, que altera a regra de cálculo do teto de gastos, adiando o pagamento de parte das dívidas judiciais da União contra as quais não cabe mais recursos. A PEC abre um espaço de R$ 106 bilhões no Orçamento de 2022, R$ 51,1 bilhões desse montante serão destinados à ampliação do Auxílio Brasil. Se a PEC não for promulgada até janeiro, a MP editada ontem (7) cria um "benefício extraordinário", de modo a não interromper os pagamentos.
© REUTERS / ADRIANO MACHADOPresidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto em 7 de dezembro de 2021
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto em 7 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto em 7 de dezembro de 2021

Governo dispensa passaporte de vacina, mas exigirá quarentena de 5 dias para estrangeiros

Também nesta terça-feira (7), o governo anunciou a adoção de quarentena de cinco dias para viajantes que chegam ao Brasil não vacinados contra a COVID-19. A regra não se aplica aos estrangeiros já imunizados. Enquanto isso, o governo federal dispensou a exigência do comprovante de vacinação para turistas, medida recomendada pela Anvisa. Os viajantes ainda deverão apresentar um teste PCR negativo feito 72 horas antes da entrada no país. Porém, a decisão, que contraria recomendação da Anvisa e do TCU, causou a desaprovação de muitos políticos e especialistas em saúde pública. Por exemplo, a senadora Eliziane Gama disse que "'em nome da liberdade', se deixam as portas abertas para o coronavírus e coloca-se em risco a população", conforme suas palavras, citadas pelo Correio Braziliense. Entretanto, o Brasil confirmou mais 278 mortes e 10.303 casos de COVID-19, totalizando 616.067 óbitos e 22.156.307 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.
© Folhapress / Saulo Dias/Photo PressMovimentação no terminal de embarque e desembarque Internacional do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, 3 de dezembro de 2021
Movimentação no terminal de embarque e desembarque Internacional do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, 3 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Movimentação no terminal de embarque e desembarque Internacional do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, 3 de dezembro de 2021

Videochamada Biden-Putin: pontos-chave da discussão entre os presidentes

O presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo norte-americano, Joe Biden, realizaram nesta terça-feira (7) uma videochamada que durou duas horas. Segundo tweetou a Casa Branca logo após a finalização da conversa, os líderes dos dois países discutiram "uma variedade de assuntos nas relações entre EUA e Rússia, incluindo nossas preocupações com as atividades militares da Rússia na fronteira com a Ucrânia, questões no âmbito cibernético e regionais". Apesar do pano de fundo "negativo" na véspera da conversa, a chamada entre os dois presidentes foi reconhecida como necessária. A situação em torno da fronteira ucraniana ganhou a maior atenção na discussão. Biden disse Putin que os Estados Unidos e seus aliados imporiam sanções econômicas em larga escala contra a Rússia caso ela invadisse a Ucrânia, e aludiu aos esforços para parar o gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2). Além do mais, o presidente americano afirmou que os EUA vão proporcionar ajuda militar adicional a Kiev além daquela que estão prestando agora. Putin, por sua vez, disse que a Rússia está preocupada com a intensificação das atividades militares pela Ucrânia e OTAN. Segundo o Kremlin, o presidente russo ressaltou que as "linhas vermelhas" para Moscou são o avanço da OTAN para leste e a implantação de armas ofensivas pela aliança na Ucrânia.
© Sergei GuneevPresidente russo Vladimir Putin durante videoconferência com o presidente norte-americano Joe Biden, 7 de dezembro de 2021
Presidente russo Vladimir Putin durante videoconferência com o presidente norte-americano Joe Biden, 7 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Presidente russo Vladimir Putin durante videoconferência com o presidente norte-americano Joe Biden, 7 de dezembro de 2021

EUA impõem sanções ao Irã, Síria e Uganda por violação de direitos humanos

Os Estados Unidos impuseram sanções, nesta terça-feira (7), a mais de uma dezena de pessoas e entidades no Irã, Síria e Uganda, acusando-as de estarem implicadas em abusos de direitos humanos e atos de repressão. Na véspera da chamada Cúpula pela Democracia, que deve ocorrer nesta semana, o Departamento de Tesouro disse que visa punir a repressão e o enfraquecimento da democracia, designando indivíduos e entidades que considera ligados à repressão violenta de manifestantes pacíficos no Irã e ataques com armas químicas letais contra civis na Síria, entre outros. Washington incluiu na lista negra dois oficiais sêniores da Força Aérea síria, acusando-os de serem responsáveis por ataques com armas químicas contra civis, bem como três oficiais dos serviços de segurança e inteligência da Síria. Quanto ao Irã, os EUA sancionaram as Unidades Especiais da Polícia (NAJA) e as Forças Especiais Antiterroristas do Irã, bem como vários altos funcionários e ainda Gholamreza Soleimani, que comanda a milícia paramilitar iraniana Basij.
© AFP 2021 / ATTA KENAREGholamreza Soleimani, comandante da milícia paramilitar iraniana Basij
Gholamreza Soleimani, comandante da milícia paramilitar iraniana Basij - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Gholamreza Soleimani, comandante da milícia paramilitar iraniana Basij

Presidente Castillo supera tentativa de impeachment no Congresso peruano

O Congresso do Peru votou nesta terça-feira (7) contra o início de um processo de destituição do presidente Pedro Castillo, em um revés da oposição na sua tentativa de destituir o mandatário que assumiu funções no final de julho. 76 legisladores recusaram a iniciativa da oposição de direita, que buscava expulsar a Castillo alegando "incapacidade moral" para governar. Outros 46 votaram a favor, sendo necessários 52 votos dos 130 membros do Congresso para iniciar o processo. "Em nome do meu governo, agradeço que a votação do Congresso tenha colocado o Peru acima de outros interesses. Irmãos, acabemos com as crises políticas e trabalhemos juntos para conseguir um Peru justo e solidário", escreveu Castillo no Twitter. O resultado deu certo alívio ao presidente, cuja popularidade caiu em meio a uma incerteza política por denúncias de corrupção em seu entorno e conflitos sociais que afetaram o setor de mineração do país, o segundo maior produtor de cobre do mundo. A iniciativa do processo foi promovida pelos partidos de direita no Congresso.
© AP Photo / Martin MejiaOpositores do governo do presidente Pedro Castillo enfrentam polícia de choque em frente do Congresso durante votação do impeachment do mandatário, Lima, Peru, 7 de dezembro de 2021
Opositores do governo do presidente Pedro Castillo enfrentam polícia de choque em frente do Congresso durante votação do impeachment do mandatário, Lima, Peru, 7 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2021
Opositores do governo do presidente Pedro Castillo enfrentam polícia de choque em frente do Congresso durante votação do impeachment do mandatário, Lima, Peru, 7 de dezembro de 2021

Minsk introduz embargo a uma série de produtos em resposta às sanções ocidentais

Belarus está introduzindo embargo a uma ampla variedade de produtos dos países que aplicam sanções contra Minsk, a partir de 1º de janeiro de 2022, anunciou ontem (7) o governo belarusso. Ele sublinhou que, em apenas dez meses deste ano, Belarus importou produtos e alimentos desses países no valor de mais de US$ 530 milhões (R$ 2,9 bilhões). De acordo com o decreto, o embargo visa os produtos provenientes da União Europeia, EUA, Noruega, Islândia, Albânia, Reino Unido, Macedônia do Norte, Montenegro e Suíça. A proibição estará em vigor por seis meses a partir de 1º de janeiro. Suínos vivos, bovinos, enchidos, sal, produtos de confeitaria, leite, nozes, frutas e outros produtos foram incluídos na lista negra. A resolução contém, porém, exceções, por exemplo, não se aplica aos alimentos para bebés e vários outros produtos de importação crítica.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала