Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Trabalhador da saúde segura seringa em ponto de vacinação contra a COVID-19 em loja de departamentos GUM de Moscou, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Propagação e combate à COVID-19
Informações atuais sobre a dissimilação de coronavírus no Brasil e no mundo. Fique por dentro das principais notícias sobre o tema.

Italiano tenta 'driblar' vacina contra COVID-19 usando braço falso para conseguir certificado

© REUTERS / Lee SmithUma enfermeira prepara uma dose de vacina em Hartlepool, no Reino Unido, no dia 1º de dezembro de 2021
Uma enfermeira prepara uma dose de vacina em Hartlepool, no Reino Unido, no dia 1º de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.12.2021
Nos siga no
Um homem que queria um certificado de vacina contra a COVID-19 sem realmente ter recebido o imunizante tentou enganar o sistema de Saúde da Itália apresentando um braço falso aos profissionais, informou uma autoridade italiana nesta sexta-feira (3).
Segundo o relato dos funcionários, apesar da cor da pele realista, ninguém se deixou ludibriar pelo membro de silicone, e o homem - na casa dos 50 anos - foi denunciado à polícia local após o incidente na noite de quinta-feira (2) em Biella, no noroeste da Itália, conforme informações da agência AFP.
"O caso beira o ridículo, se não fosse pelo fato de estarmos falando de um gesto de enorme gravidade", disse o chefe do governo regional de Piemonte, Albert Cirio, em comunicado no Facebook.
Cirio afirmou que tal ato é "inaceitável diante do sacrifício de toda nossa comunidade durante a pandemia, em termos de vidas humanas e custo social e econômico".
O caso ocorreu antes do endurecimento das regras na Itália para pessoas que ainda não foram vacinadas contra a COVID-19.
Desde agosto, as autoridades do país exigem um comprovante de vacinação, atestado de recuperação recente da doença ou um teste negativo para entrar em restaurantes, museus, cinemas, teatros e assistir a eventos esportivos.
Imunização contra a COVID-19 com a vacina da Pfizer em São Paulo, 17 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.12.2021
Propagação e combate à COVID-19
Cepa Ômicron triplica risco de reinfecção por COVID-19, aponta pesquisa
Porém, a partir de 6 de dezembro, essas atividades serão restritas àqueles que possuam o comprovante de imunização completa ou que tiveram COVID-19 recentemente.
As novas restrições foram estabelecidas depois do surgimento da nova variante Ômicron e de um aumento no número de casos da doença.
Na quinta-feira (2), 16.800 novos casos foram notificados nas últimas 24 horas na Itália, com 72 mortes. Quase 85% da população italiana com mais de 12 anos já está totalmente vacinada.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала