Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

© Folhapress / Raul SpinasséMancha de petróleo na praia de Sítio do Conde (BA)
Mancha de petróleo na praia de Sítio do Conde (BA) - Sputnik Brasil, 1920, 02.12.2021
Nos siga no
A Polícia Federal (PF) concluiu as investigações sobre a origem das manchas de óleo que atingiram o litoral brasileiro entre agosto de 2019 e março de 2020.
De acordo com o órgão, um navio petroleiro grego foi o responsável pelo derramamento da substância no mar. A PF concluiu sua investigação com base em indícios, escreve o portal G1.
A empresa grega, cujo nome não foi revelado, terá seus proprietários, o comandante da embarcação e o chefe de máquinas indiciados pela prática dos crimes de poluição, descumprimento de obrigação ambiental e dano às unidades de conservação.
A PF apurou que apenas os custos arcados pelo poder público para a limpeza de praias e oceano foram estimados em mais de R$ 188 milhões. O valor total do dano ambiental ainda está sendo apurado pela perícia da PF, que deverá entregar o laudo às autoridades responsáveis.
Com a conclusão das investigações, o inquérito foi encaminhado para o Ministério Público Federal para análise e adoção das medidas cabíveis.
© Folhapress / Márcio GarcezManchas de óleo atingem a praia da Coroa do Meio, em Aracaju (SE)
Manchas de óleo atingem a praia da Coroa do Meio, em Aracaju (SE) - Sputnik Brasil
1/5
Manchas de óleo atingem a praia da Coroa do Meio, em Aracaju (SE)
© Foto / Instituto Biota/Fotos PúblicasGolfinho com manchas de óleo foi encontrado morto no município de Feliz Deserto, no litoral sul de Alagoas.
Golfinho com manchas de óleo foi encontrado morto no município de Feliz Deserto, no litoral sul de Alagoas.  - Sputnik Brasil
2/5
Golfinho com manchas de óleo foi encontrado morto no município de Feliz Deserto, no litoral sul de Alagoas.
© ©Raul Spinassé/FolhapressÓleo atinge praia do Viral e prejudica pesca em área isolada na cidade de Aracaju (SE)
Óleo atinge praia do Viral e prejudica pesca em área isolada na cidade de Aracaju (SE) - Sputnik Brasil
3/5
Óleo atinge praia do Viral e prejudica pesca em área isolada na cidade de Aracaju (SE)
© ©Futura Press/FolhapressManchas de óleo são vistas na Praia da Sabiaguaba, em Fortaleza (CE),
Manchas de óleo são vistas na Praia da Sabiaguaba, em Fortaleza (CE) - Sputnik Brasil
4/5
Manchas de óleo são vistas na Praia da Sabiaguaba, em Fortaleza (CE),
© ©Márcio Garcez/FolhapressAgentes limpam manchas de óleo que atingiram a praia do Viral, na região de Mosqueiro, em Aracaju (SE)
Agentes limpam manchas de óleo que atingiram a praia do Viral, na região de Mosqueiro, em Aracaju (SE) - Sputnik Brasil
5/5
Agentes limpam manchas de óleo que atingiram a praia do Viral, na região de Mosqueiro, em Aracaju (SE)
1/5
Manchas de óleo atingem a praia da Coroa do Meio, em Aracaju (SE)
2/5
Golfinho com manchas de óleo foi encontrado morto no município de Feliz Deserto, no litoral sul de Alagoas.
3/5
Óleo atinge praia do Viral e prejudica pesca em área isolada na cidade de Aracaju (SE)
4/5
Manchas de óleo são vistas na Praia da Sabiaguaba, em Fortaleza (CE),
5/5
Agentes limpam manchas de óleo que atingiram a praia do Viral, na região de Mosqueiro, em Aracaju (SE)

As manchas de óleo no nordeste

As primeiras aparições aconteceram no dia 30 de agosto de 2019 em praias da Paraíba. Na primeira semana de setembro, outros cinco estados do nordeste - Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Ceará e Pernambuco - já registravam casos no seu litoral.
Com o tempo, as manchas atingiram mais de mil localidades nos nove estados do nordeste, chegando ao Espírito Santo e Rio de Janeiro.
Em algumas regiões, além da atuação das autoridades públicas na limpeza, vários trabalhadores locais fizeram o recolhimento do óleo das praias, já que dependiam do local como ponto turístico para sobrevivência.
Animais, como peixes e tartarugas, também chegaram a ser encontrados nas areias da praia encobertos pelas manchas escuras de óleo.
Mancha de óleo na praia do Peroba, em Maragogi, Alagoas. - Sputnik Brasil, 1920, 02.11.2019
Notícias do Brasil
Quatro mil toneladas de óleo foram retiradas de praias do Nordeste do Brasil
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала