Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 1º de dezembro

© AFP 2021 / JEFF KOWALSKYAlunos com velas durante vigília após tiroteio na escola no estado do Michigan, EUA, 30 de novembro de 2021
Alunos com velas durante vigília após tiroteio na escola no estado do Michigan, EUA, 30 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.12.2021
Nos siga no
Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quarta-feira (1º), marcada pela confirmação de dois casos da variante Ômicron no Brasil, pela filiação de Bolsonaro ao PL (e possivelmente de vários ministros do governo) e pelo tiroteio em uma escola no Michigan.

Ômicron: SP confirma 2 casos da nova cepa; governo espera 'mais esclarecimentos' antes de fazer novas restrições de voos

Nesta terça-feira (30), foram confirmados dois casos positivos da variante Ômicron no Brasil. São um homem de 41 anos e uma mulher de 37 anos, provenientes da África do Sul que chegaram a São Paulo para visitar familiares. O Instituto Adolfo Lutz informou que a nova mutação foi detectada nos testes dos passageiros, que apresentavam sintomas leves da infecção, após o sequenciamento genético realizado pelo Hospital Albert Einstein, em SP. Ontem (30), o governo federal emitiu uma nota em que diz aguardar "mais esclarecimentos" sobre a situação epidemiológica da Ômicron em Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia, antes de incluir esses países africanos na lista de restrição de voos, apesar da recomendação da Anvisa. Entretanto, o Brasil confirmou mais 326 mortes e 10.161 casos de COVID-19, totalizando 614.754 óbitos e 22.093.195 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. O país terminou novembro com 6.857 mortes pela infecção, menor número mensal desde abril de 2020, quando foram registrados 5.700 óbitos.
© Folhapress / Kevin David/A7 PressAmpolas de vacina com logotipo Ômicron em tela de fundo
Ampolas de vacina com logotipo Ômicron em tela de fundo - Sputnik Brasil, 1920, 01.12.2021
Ampolas de vacina com logotipo Ômicron em tela de fundo

Recém-filiado do PL, Bolsonaro intenta levar ao menos 5 ministros para legenda

Após dois anos sem partido, o presidente Jair Bolsonaro aderiu oficialmente ontem, 30 de novembro, ao Partido Liberal, em uma cerimônia na sede da sigla em Brasília, para concorrer às eleições presidenciais no ano que vem. Conforme sua estratégia, escreve o Correio Braziliense, ao menos cinco ministros também devem ingressar no PL até março de 2022. O plano do Planalto é reforçar os palanques nos estados, apresentando ministros como candidatos a governos estaduais e a cadeiras do Senado. Entre os potenciais filiados da sigla estão Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, Tarcísio de Freitas, ministro da Infraestrutura, Onyx Lorenzoni, do Trabalho e Previdência, bem como os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e do Turismo, Gilson Machado. Além disso, o PL já tem a ministra da Secretaria do Governo, Flávia Arruda. O senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente da República, se filiou ao PL ao lado do presidente.
© AP Photo / Raul SpinassePresidente Jair Bolsonaro após cerimônia de filiação ao Partido Liberal, Brasília, 30 de novembro de 2021
Presidente Jair Bolsonaro após cerimônia de filiação ao Partido Liberal, Brasília, 30 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.12.2021
Presidente Jair Bolsonaro após cerimônia de filiação ao Partido Liberal, Brasília, 30 de novembro de 2021

'Rachadinhas': STF anula provas contra Flávio Bolsonaro no inquérito

Entretanto, também na terça-feira (30), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal anulou provas contra o senador Flávio Bolsonaro na investigação das rachadinhas, colhidas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Os ministros da Corte, por três votos a um, decidiram invalidar os relatórios de inteligência financeira produzidos pelo antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras e os dados da quebra de sigilo do senador. Os documentos foram elaborados com base em pedidos do MP sem supervisão judicial. Uma vez que as apurações tinham sido iniciadas antes do lançamento formal do processo de investigação, foram reconhecidas como ilegais. "O poder de investigar do Ministério Público não pode ser exercido de forma ampla e irrestrita, sem qualquer controle, sob pena de atingir inevitavelmente direitos fundamentais", afirmou ao votar o ministro Gilmar Mendes, citado pelo Correio Braziliense. O filho do presidente foi denunciado pelo Ministério Público do Rio por alegado desvio de salários de funcionários que trabalhavam no gabinete dele na Assembleia Legislativa estadual.
© Folhapress / Pedro LadeiraSenador Flávio Bolsonaro no Palácio do Planalto, 6 de outubro de 2021
Senador Flávio Bolsonaro no Palácio do Planalto, 6 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.12.2021
Senador Flávio Bolsonaro no Palácio do Planalto, 6 de outubro de 2021

Honduras: rival da socialista Xiomara Castro, Nasry Asfura, reconhece derrota nas presidenciais

O candidato à presidência do Partido Nacional de Honduras, no poder, Nasry Asfura, reconheceu ontem (30) sua derrota eleitoral ante a socialista Xiomara Castro, que felicitou pessoalmente. "Felicito por seu triunfo e, como presidente eleita, desejo que Deus a ilumine e a guie para que em sua administração faça o melhor para o benefício de todos nós, hondurenhos", disse Asfura a Castro. Com o triunfo de Castro na frente de uma aliança opositora liderada pelo Partido Liberdade e Refundação (Livre), terminam 12 anos de governos nacionalistas, que começaram com o golpe de Estado contra o então liberal Manuel Zelaya. "Nasry Asfura Zablah, candidato do PN, aceita a vontade do povo, reconhece a vitória do Livre em aliança, e meu triunfo como presidente eleita. Obrigada!", tweetou Castro. Os EUA também felicitaram a candidata de esquerda: "Os Estados Unidos felicitam o povo de Honduras pelas suas eleições e Xiomara Castro por sua vitória histórica como primeira presidente de Honduras", segundo o comunicado. Após 52,4% das cédulas contabilizadas, Castro tem 53,4% dos votos, enquanto Asfura tem até o momento 34%.
© REUTERS / Comitê de Campanha do Partido LivreCandidata Xiomara Castro recebe felicitações de seu rival Nasry Asfura, Honduras, 30 de novembro de 2021
Candidata Xiomara Castro recebe felicitações de seu rival Nasry Asfura, Honduras, 30 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.12.2021
Candidata Xiomara Castro recebe felicitações de seu rival Nasry Asfura, Honduras, 30 de novembro de 2021

Tiroteio em escola de Michigan: jovem de 15 anos mata 3 adolescentes

Três alunos foram mortos a tiros e mais oito pessoas sofreram ferimentos no tiroteio em uma escola perto de Detroit, estado do Michigan, nesta terça-feira (30). "Infelizmente, tenho que relatar que temos três vítimas mortais até agora, que julgamos serem todos estudantes. Temos outros seis que foram atingidos, um é um professor", disse o subxerife Michael McCabe. Todas as vítimas estão nos hospitais com vários ferimentos. O suspeito atirador tem 15 anos de idade. Ele foi preso sem resistência pela polícia local e invocou seu direito de ficar em silêncio. O motivo dos disparos permanece desconhecido. O adolescente atirou entre 15 e 20 cartuchos antes de ser imobilizado. Segundo os policiais, entre a chamada sobre o incidente e a detenção do suspeito passaram apenas cinco minutos. Duas das oito vítimas sobreviventes estão atualmente em cirurgia e sua condição é desconhecida, outras seis estão em condição estável.
© REUTERS / Eric Seals/USA TODAY NETWORKPais e alunos deixam a escola de Oxford, Michigan, após tiroteio perpetrado por um estudante, 30 de novembro de 2021
Pais e alunos deixam a escola de Oxford, Michigan, após tiroteio perpetrado por um estudante, 30 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.12.2021
Pais e alunos deixam a escola de Oxford, Michigan, após tiroteio perpetrado por um estudante, 30 de novembro de 2021

EUA, França, Alemanha e Reino Unido discutem programa nuclear iraniano e Ucrânia

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, e seus colegas da França, Alemanha e Reino Unido, discutiram ontem (30) em reunião o acordo nuclear iraniano e a atividade militar da Rússia perto da Ucrânia, informou o porta-voz do Departamento, Ned Price. "O secretário de Estado, Antony Blinken, reuniu-se hoje [30] com o chanceler francês, Jean-Yves Le Drian, o ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas, e a secretária do Exterior britânica, Elizabeth Truss, representantes do Quad Transatlântico, em Riga, Letônia", indicou o comunicado. "O secretário Blinken e os chanceleres do Quad discutiram as ameaças à Europa, incluindo os movimentos preocupantes da Rússia em direção à Ucrânia." Blinken e seus colegas também abordaram as preocupações sobre os esforços para restaurar o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), o programa nuclear iraniano, enquanto a 7ª rodada de negociações continua em Viena. Além disso, Blinken teve um encontro com o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, e discutiu a importância de consultas a respeito do apoio à Ucrânia contra o que ele descreveu como "agressão russa".
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала