Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA mandam 2 comboios militares de mais de 100 caminhões do Iraque à Síria, diz mídia

© Delil SouleimanForças dos EUA patrulham campos petrolíferos Rmeilan, na província de Al-Hasakah, Síria, controlada por curdos, 1º de novembro de 2021
Forças dos EUA patrulham campos petrolíferos Rmeilan, na província de Al-Hasakah, Síria, controlada por curdos, 1º de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 28.11.2021
Nos siga no
O país norte-americano enviou dois grandes grupos de veículos, protegidos por veículos blindados, à província Al-Hasakah, Síria, rica em petróleo e trigo, segundo a agência síria SANA.
As Forças Armadas dos EUA enviaram mais de uma centena de veículos desde o Iraque rumo à província Al-Hasakah, Síria, relatou no domingo (28) a agência síria SANA.
Citando fontes locais na região do povoado Al-Yaroubiya, a mídia indica que o comboio, de duas colunas, transporta carga desconhecida, supostamente "materiais logísticos", e também tem caminhões refrigerados.
O primeiro comboio consistiria de cerca de 60 veículos, enquanto o segundo teria cerca de 40 deles. Eles atravessaram o território sírio desde o Iraque através do ponto de passagem ilegal Al-Waleed, e ambos os comboios eram protegidos por vários veículos blindados, segundo a SANA.
Um comboio de caminhões de petróleo passa por um posto de controle da polícia curda - Sputnik Brasil, 1920, 14.08.2021
EUA contrabandeiam dezenas de caminhões-tanque carregados de petróleo da Síria, relata mídia
Os EUA estão presentes na Síria com o pretexto de combater o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), mas não completou a saída do país, apesar de declarar que o grupo foi derrotado. Washington também carece de um mandato do Conselho de Segurança da ONU ou convite do governo eleito de Damasco para justificar o destacamento de suas forças no país.
Damasco, Teerã e Moscou têm frequentemente criticado a presença de tropas norte-americanas na Síria, que chamam de ilegítima. Washington, por sua vez, argumenta que suas forças estão no país árabe para impedir que os recursos petrolíferos locais acabem nas mãos de terroristas, mas o governo da Síria insiste que os EUA estão realmente participando do roubo dos recursos naturais da nação.
A região de Al-Hasakah é rica em trigo e petróleo, tendo quase metade do hidrocarboneto produzido na República Árabe da Síria antes da Guerra Civil, que começou em 2011.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала