Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Berlim adverte Washington contra sanções ao Nord Stream 2, que minariam 'a unidade transatlântica'

© REUTERS / Maksim ShemetovLogotipo do projeto do gasoduto Nord Stream 2 em tampa de tubo em fábrica de Chelyabinsk, Rússia, 26 de fevereiro de 2020
Logotipo do projeto do gasoduto Nord Stream 2 em tampa de tubo em fábrica de Chelyabinsk, Rússia, 26 de fevereiro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 28.11.2021
Nos siga no
Foram publicados pelo portal Axios documentos, um dos quais alerta o Congresso dos EUA para não impor sanções relacionadas ao gasoduto Nord Stream 2 e apoia que a Alemanha previna a Rússia contra "usar energia como arma".
O governo alemão exortou congressistas dos EUA para não imporem sanções ao gasoduto russo Nord Stream 2, insistindo que tal ação "prejudicará a unidade transatlântica", informou no domingo (28) o portal Axios, citando documentos recém-obtidos.

"Sanções dos EUA visando o Nord Stream 2 minariam o compromisso dado pela Alemanha à Declaração Conjunta [de 21 de julho de Berlim e Washington], enfraqueceriam a credibilidade do governo dos EUA e poriam em perigo as realizações da Declaração Conjunta, incluindo as provisões apoiando a Ucrânia", indica um documento alemão datado de 19 de novembro, marcado como "classificado".

A Declaração Conjunta dos Estados Unidos e Alemanha em Apoio à Ucrânia, Segurança Energética Europeia e Nossos Objetivos Climáticos foi acordada em julho por Joe Biden, presidente dos EUA e Angela Merkel, chanceler da Alemanha. Antes dela Biden renunciou às sanções à empresa responsável pela certificação do Nord Stream 2. A Declaração Conjunta prevê que Berlim tome ações, incluindo sanções, se a Rússia "usar energia como arma" contra a Ucrânia e a Europa.
O documento de 19 de novembro afirma que a Alemanha continua agindo em conformidade com o espírito da Declaração Conjunta, incluindo "pressão pública, medidas políticas e medidas econômicas" para punir a Rússia por qualquer potencial transgressão. Essas incluem "avaliar" a suspensão de encontros políticos futuros e rever "possíveis" limitações e restrições a futuros projetos de combustível fóssil russo, não incluindo o Nord Stream 2.
O presidente Joe Biden escuta, enquanto se encontra virtualmente com o presidente chinês Xi Jinping, na Sala Roosevelt da Casa Branca em Washington, segunda-feira, 15 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 28.11.2021
Panorama internacional
Governo Biden resiste a impor sanções mais duras contra Rússia sobre Nord Stream 2, diz mídia
Ao mesmo tempo, argumentam que o gasoduto não é de forma alguma uma ameaça à Ucrânia "desde que um trânsito de gás razoável seja assegurado". Segundo o documento de 19 de novembro, a Declaração Conjunta permite à Alemanha e aos EUA assegurar que Moscou "honrará o atual acordo de trânsito de gás com a Ucrânia e vai prorrogá-lo além de 2024".
De uma forma semelhante, "a concessão da certificação [ao Nord Stream 2] não colocará em risco a segurança do fornecimento de gás na Alemanha e na UE", garante o documento, citando avaliação do Ministério Federal para Assuntos Econômicos e Energéticos (BMWi, na sigla em alemão) e do órgão regulador independente.
Sobre o recente forte aumento de preços do gás na Europa, o documento declara que se trata de "um fenômeno global, e não pode ser atribuído exclusivamente à Rússia".

"A Rússia está atualmente cumprindo todas as obrigações de entrega, incluindo o acordo de trânsito de gás com a Ucrânia, mas pode fazer mais: anúncios recentes por [Vladimir] Putin em aumentar as entregas para armazéns de gás europeus, são um passo na direção certa", comenta o documento.

Na segunda-feira (22) o Departamento de Estado dos EUA informou o Congresso norte-americano que impôs novas sanções a uma embarcação e uma "entidade ligada à Rússia", chamada Transadria Ltd. e relacionada com o projeto Nord Stream 2.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала