Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Copa do Mundo 2022: Catar teria usado ex-agente da CIA para espiar FIFA

© REUTERS / Thaier Al-SudaniTroféu da Copa Árabe FIFA de 2021 em aeroporto em Doha, Catar, 22 de novembro de 2021
Troféu da Copa Árabe FIFA de 2021 em aeroporto em Doha, Catar, 22 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 23.11.2021
Nos siga no
Um ex-agente da Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) dos EUA espiou altas autoridades do futebol durante anos trabalhando para o Catar, que no próximo ano sediará a Copa do Mundo, segundo AP.
Visando aumentar as chances para sediar a Copa enfrentando rivais como os EUA e Austrália, o Catar contratou o ex-agente da CIA Kevin Chalker para que espiasse equipes das outras candidaturas e os altos funcionários do futebol que escolheram o vencedor em 2010, conforme AP.
Chalker também trabalhou para o Catar nos anos seguintes para vigiar os críticos do Catar no mundo do futebol, de acordo com uma investigação baseada em entrevistas com seus antigos companheiros, bem como em contratos, faturas, e-mails e uma revisão de documentos comerciais.
Isso é parte de uma tendência na qual ex-agentes da inteligência norte-americana trabalham para governos estrangeiros "com situação dos direitos humanos duvidosa", o que preocupa muito os funcionários em Washington.
© REUTERS / Ibraheem Al OmariEx-jogador de futebol francês Marcel Desailly, o diretor executivo da Hublot Ricardo Guadalupe e o presidente da FIFA Gianni Infantino, Doha, Qatar, 21 de novembro de 2021. Um ano até a Copa do Mundo FIFA de 2022 no Catar
Ex-jogador de futebol francês Marcel Desailly, o diretor executivo da Hublot Ricardo Guadalupe e o presidente da FIFA Gianni Infantino, Doha, Qatar, 21 de novembro de 2021. Um ano até a Copa do Mundo FIFA de 2022 no Catar - Sputnik Brasil, 1920, 23.11.2021
Ex-jogador de futebol francês Marcel Desailly, o diretor executivo da Hublot Ricardo Guadalupe e o presidente da FIFA Gianni Infantino, Doha, Qatar, 21 de novembro de 2021. Um ano até a Copa do Mundo FIFA de 2022 no Catar
O escopo completo da empresa de Chalker, Global Risk Advisors, não está claro, mas a mídia reviu vários de seus projetos propostos entre 2014 e 2017, mostrando que havia também propostas não diretamente relacionadas com a Copa, mas com migrantes, por exemplo.
Um comunicado, enviado à AP pelo representante de Chalker, afirma que nem ele nem sua empresa nunca "serão envolvidos em vigilância ilegal". "Todos os documentos que nos foram mostrados são falsificações".
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала