Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Em aquisição mais cara da sua história, Suécia recebe sistemas Patriot 'para abater Iskander russos'

© AFP 2021 / Jonathan NackstrandSistema de defesa antiaérea Patriot
Sistema de defesa antiaérea Patriot - Sputnik Brasil, 1920, 19.11.2021
Nos siga no
O acordo para aquisição do sistema de defesa antiaérea Patriot de US$ 1,35 bilhão (cerca de R$ 7,5 bilhões) é visto como o mais caro da história das Forças Armadas suecas, aprofundando ainda mais os laços do país com os EUA. O sistema foi escolhido por sua alegada capacidade de derrubar mísseis russos do sistema Iskander.
Em 18 de novembro, a defesa antiaérea da Suécia recebeu grandes reforços, tornando-se a mais moderna da região nórdica.
Os mísseis Patriot, do fabricante de armas dos EUA Lockheed Martin, foram entregues nesta sexta-feira (19) ao Regimento de Defesa Antiaérea de Halmstad durante um evento cerimonial acompanhado por fanfarras e bandeiras suecas e americanas tremulando, relatou o jornal Dagens Nyheter. Estima-se que esta primeira unidade totalmente equipada com radares, eletrônicos e mísseis esteja pronta para combate antes da virada do ano.
A Suécia adquiriu dois tipos de mísseis, antiaéreos 103A ou Patriot Gem T e 103B ou PAC-3 MSE, contra mísseis balísticos no valor de US$ 1,35 bilhão (cerca de R$ 7,5 bilhões).

"É um grande dia para nós do Exército e também para as Forças Armadas em geral. Isto não é apenas uma defesa antiaérea do Exército, mas também parte de nossa capacidade geral de defesa aérea", disse o chefe do Exército, major-general Karl Engelbrektson, citado pelo Dagens Nyheter.

O sistema Patriot substitui os mísseis Hawk adquiridos em 1963 e ainda em uso. A decisão de comprar o sistema Patriot foi acertada em 2015, e a escolha foi entre o sistema ítalo-francês Aster e o Patriot dos EUA. Ambos podem lutar contra aeronaves de ataque e mísseis de cruzeiro. No entanto, o que contribuiu para a seleção dos Patriot foi seu status comprovado e suposta capacidade de derrubar mísseis balísticos Iskander da Rússia em grandes altitudes, enfatizou Dagens Nyheter.
O contrato foi assinado em agosto de 2018 e, com a primeira unidade instalada depois de quase três anos, foi aclamado como um recorde em termos de velocidade em comparação com outros negócios de armas.

"Nós adquirimos o melhor sistema. E estou muito orgulhoso e satisfeito por ele ter sido entregue dentro do prazo e do orçamento", disse o ministro da Defesa, Peter Hultqvist.

O acordo de aquisição dos Patriot não é apenas o mais caro da história das Forças Armadas suecas, ele também aprofundou os laços militares da Suécia com os Estados Unidos.
Até agora, centenas de suecos foram treinados nos EUA para operar o sistema Patriot. O major-general Greg Brady, das Forças Armadas dos Estados Unidos na Europa, elogiou a Suécia por adquirir o mesmo sistema que as forças norte-americanas.
"O Patriot tem uma grande capacidade. E sabemos que não importa a ameaça que enfrentemos, não estamos sozinhos. Agora que a Suécia tem o Patriot, juntos aumentamos nossa prontidão", disse Greg Brady.
As Forças Armadas suecas enfatizaram que os Patriot serão usados em conjunto com outros novos sistemas que também estão sendo adquiridos. Isso inclui o sistema de defesa antiaérea local Iris-T (também conhecido como Robot 98) para o Exército sueco, mísseis de defesa antiaérea para as cinco corvetas da Marinha da classe Visby, novos sistemas de radar baseados em terra e no ar e a nova aeronave Gripen E.
"Em vez de defender uma pequena área, estamos mudando para a defesa aérea de regiões maiores no futuro. Podemos enfrentar ameaças de longa distância, como mísseis balísticos de longo alcance. Isso cria um limiar na nossa parte da Europa. E é algo com que um antagonista deve contar", disse o ministro da Defesa, Peter Hultqvist.
Teste de míssil de cruzeiro realizado em 18 de agosto na ilha de San Nicolas, na Califórnia, EUA - Sputnik Brasil, 1920, 19.11.2021
Panorama internacional
Armas nucleares da OTAN podem ser transferidas para leste europeu se Alemanha recusar abrigá-las
A Suécia rotulou repetidamente a Rússia de ameaça à segurança, usando isso como pretexto para seu maior orçamento de defesa desde a Guerra Fria. No início deste ano, uma guarnição militar na maior ilha sueca do mar Báltico, Gotland, foi reforçada, citando o aumento da atividade militar russa na área. Os reforços suecos incluíram sensores, veículos fora-de-estrada e blindados, unidades de defesa antiaérea, navios e aeronaves Gripen.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала