Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA sancionam Nicarágua após Washington rejeitar 'farsa' nas eleições do país

© AP Photo / Patrick SemanskyPrédio do Departamento do Tesouro em Washington, EUA, 4 de maio de 2021
Prédio do Departamento do Tesouro em Washington, EUA, 4 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 15.11.2021
Nos siga no
O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês) dos EUA sancionou vários indivíduos nicaraguenses por supostamente reprimirem "direitos humanos e liberdades fundamentais" no país.
Os EUA impuseram novas sanções à Nicarágua, aplicadas a nove indivíduos e ao escritório do Ministério Público Federal nicaraguense, em resposta às eleições recentes no país, anunciou na segunda-feira (15) o Departamento do Tesouro norte-americano.
Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, durante o 41º aniversário da Revolução Sandinista em Manágua, Nicarágua. Foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 06.11.2021
EUA manterão presença na Nicarágua após eleição e apoiarão grupos antissandinistas, diz funcionário
As sanções visam particularmente o Ministério Público Federal da Nicarágua, sendo que dois dos outros nove indivíduos incluem o ministro da Energia e o vice-ministro das Finanças, indicou a declaração.

"Hoje [15], o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro dos EUA designou o Ministério Público da Nicarágua, bem como nove funcionários do governo da Nicarágua, em resposta à farsa das eleições nacionais orquestradas pelo presidente Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo. Esta ação visa os que estão reprimindo nicaraguenses por exercerem seus direitos humanos e liberdades fundamentais."

Washington denunciou anteriormente as eleições de 7 de novembro no país latino-americano, incluindo antes de sua realização. Joe Biden, presidente dos EUA, ameaçou impor sanções econômicas ao país depois que o socialista Daniel Ortega foi reeleito a um quarto mandato consecutivo de cinco anos.
Na última semana, Biden assinou legislação que autoriza a imposição de sanções a Ortega, o Banco Central da Nicarágua, e outros altos responsáveis do país.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала