Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Austrália promete apoiar EUA em Taiwan em caso de confronto com China, indica ministro da Defesa

© AP Photo / Ethan Jaymes MorrowNavio de assalto anfíbio USS Makin Island
Navio de assalto anfíbio USS Makin Island - Sputnik Brasil, 1920, 15.11.2021
Nos siga noTelegram
Austrália se juntará aos EUA na defesa de Taiwan em caso de confronto com a China, disse o ministro australiano da Defesa, Peter Dutton.
"Seria inconcebível não apoiarmos os EUA em uma ação se os EUA optarem por tomar essa medida", afirmou Dutton em uma entrevista ao jornal The Australian.
"Não sou capaz de imaginar essa circunstância" em que a Austrália não apoie os Estados Unidos, acrescentou.
Acusando os líderes chineses de terem sido "muito claros sobre a sua intenção de entrar em Taiwan", Dutton disse que Camberra agora precisa "garantir que existe um elevado nível de preparação, que nossa capacidade produz um maior efeito de dissuasão. É assim que penso que colocamos nosso país em uma posição de força".
Por sua vez, Hu Xijin, editor-chefe do jornal estatal chinês Global Times, criticou as declarações de Dutton, advertindo que, "se as tropas australianas vierem combater no estreito de Taiwan, é inimaginável que a China não conduza um forte ataque contra elas e as instalações militares australianas que as apoiam".
"Portanto, é melhor a Austrália estar preparada para se sacrificar pela ilha de Taiwan e pelos EUA", ressaltou Hu Xijin.
No final de outubro, o ex-primeiro-ministro australiano Tony Abbott disse que China poderá em breve invadir Taiwan ou avançar nesse sentido.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала