Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Putin: Europa criou condições para multidão de migrantes e quer afastar própria responsabilidade

© Sputnik / Abrir o banco de imagensVladimir Putin, presidente da Rússia, dá entrevista à emissora Rossiya 1 em novembro de 2021
Vladimir Putin, presidente da Rússia, dá entrevista à emissora Rossiya 1 em novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.11.2021
Nos siga no
Vladimir Putin, presidente da Rússia, criticou a posição dos países europeus, os quais, disse, são responsáveis pelas "centenas de milhares de pessoas" que pretendem chegar ao continente.
Os países europeus são eles próprios responsáveis pelas centenas de milhares de migrantes, e pretendem afastar a responsabilidade pelos eventos na fronteira entre Belarus e a Polônia, afirmou Vladimir Putin, presidente da Rússia.

"Eles próprios têm culpa disso. Eu disse por quê: tanto por questões políticas, como militares e econômicas. Eles próprios criaram as condições para que partissem milhares e centenas de milhares de pessoas. Mas agora procuram culpados, para afastar de si próprios a responsabilidade pelos eventos atuais", disse Putin em declarações à emissora Rossiya 1.

O presidente russo também comentou as acusações contra a Aeroflot, linha aérea da Rússia, que supostamente transportou migrantes para Belarus.

"O que a nossa Aeroflot tem a ver com isso? Será que algum avião da Aeroflot transportou alguém? Não tenho a mínima ideia, mas é possível que alguém se tenha aproveitado de um avião qualquer e ser transportado através de países terceiros. Mas que temos nós a ver com isso? Repito novamente: trata-se da vontade de descartar a responsabilidade pelos eventos que estão acontecendo atualmente", sublinhou ele.

Na segunda-feira (8), uma multidão de 2.000 migrantes, principalmente curdos, se dirigiu à fronteira entre Belarus e a Polônia, incluindo uma quantidade significativa de mulheres e crianças. Eles criaram um acampamento improvisado perto do posto de controle Bruzgi, na região de Grodno, Belarus. Os migrantes têm tentado subir as cercas, mas os policiais poloneses não os têm deixado entrar. Apesar disso, há relatos de dezenas de ilegais entrando no país da União Europeia (UE).
De onde vêm e para onde vão os imigrantes na fronteira Belarus-Polônia? - Sputnik Brasil, 1920, 12.11.2021
Panorama internacional
De onde vão e para onde se dirigem migrantes na fronteira Belarus-Polônia?
Nos últimos meses a Lituânia, Letônia e Polônia têm relatado um crescimento no número de ilegais detidos na fronteira com Belarus e acusam Minsk de criar uma crise migratória, algo que o governo belarusso tem negado.
Mateusz Morawiecki, presidente da Polônia, declarou o estado de emergência na fronteira polonesa-belarussa. Varsóvia referiu que as Forças Armadas e a polícia foram enviadas para o local. Aleksandr Lukashenko, presidente de Belarus, disse que o país não poderá mais conter o fluxo migratório em meio às sanções aplicadas pela UE ao país. Os guardas fronteiriços belarussos têm informado sobre expulsões de migrantes de volta para Belarus desde a Lituânia, Polônia e Letônia.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала