Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Relações EUA-Rússia estão 'mais perigosas' hoje do que durante Guerra Fria, diz diplomata russo

© REUTERS / Maksim ShemetovBandeiras da Rússia e dos EUA
Bandeiras da Rússia e dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 02.11.2021
Nos siga no
As relações entre Washington e Moscou são mais perigosas e arriscadas hoje do que no tempo da Guerra Fria, de acordo com o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov.
"O estado atual das relações Rússia-EUA é mais perigoso, devido ao fato de que naquela época [Guerra Fria] havia estruturas e regras claras. Agora, há uma grande incerteza em torno de tudo, e isso é bastante arriscado", comentou Ryabkov nesta terça-feira (2). 
São bem conhecidas as tensões crescentes entre a Rússia e os EUA, alimentadas pelas sanções impostas por Washington a Moscou e, em certas situações, a seus aliados.
No início do dia, o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, reuniu-se com o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês), William Burns, com o objetivo de discutirem as relações bilaterais entre os dois Estados. 
© AP Photo / Aleksandr Zemlyanichenko Presidente russo Vladimir Putin (à esquerda) aperta a mão de seu homólogo norte-americano Joe Biden durante cúpula EUA-Rússia em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021
 Presidente russo Vladimir Putin (à esquerda) aperta a mão de seu homólogo norte-americano Joe Biden durante cúpula EUA-Rússia em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021  - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Presidente russo Vladimir Putin (à esquerda) aperta a mão de seu homólogo norte-americano Joe Biden durante cúpula EUA-Rússia em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021
Em 16 de junho de 2021, o presidente russo, Vladimir Putin, se encontrou com seu homólogo norte-americano, Joe Biden, na Villa La Grange, em Genebra, na Suíça, realizando a primeira cúpula entre os dois líderes. 
Nesse encontro, ambas as partes adoptaram uma declaração conjunta de compromisso com o princípio de que não pode haver vencedores em uma guerra nuclear.
Atualmente, apesar do escalar de tensões entre os EUA e a Rússia, Moscou mantém seu compromisso em prevenir qualquer risco, intencional ou não, de utilização de armas nucleares, afirmou Ryabkov.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала