Mídia americana reconhece que EUA perderiam guerra contra China por Taiwan

© REUTERS / China DailySoldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017
Soldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017 - Sputnik Brasil, 1920, 31.10.2021
Nos siga noTelegram
De acordo com a mídia norte-americana, os EUA devem ter em mente a realidade, que eles estão longe da "supremacia militar" no Pacífico Ocidental e que poderiam perder um conflito militar com a China em torno de Taiwan.
Em um artigo para o The National Interest, o professor Graham Allison indicou, tal como o alto escalão do Exército norte-americano, que a China poderia assumir o controle de Taiwan antes mesmo de os EUA reunirem suas forças.
Por sua vez, o coronel Bob Work, ex-vice-secretário da Defesa de Barack Obama e Joe Biden, expressou um pessimismo ainda maior, afirmando que "nos jogos de guerra mais realistas, o Pentágono foi capaz de criar simulações de guerra por Taiwan, resultando em uma pontuação de 18x0", sendo que a maior pontuação não foi alcançada pela equipe norte-americana.
Para os norte-americanos, o país perdeu sua superioridade em todos os domínios operacionais.
Com isso, a mídia norte-americana sugere que a melhor coisa que Washington poderia fazer seria tentar criar uma solução diplomática em relação a Taiwan.
O alerta de Allison ocorre em meio ao contínuo crescimento das tensões entre Pequim e Washington em relação a Taiwan.
Por sua vez, parece que ninguém alertou o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, sobre a atual situação do país, já que, com sua valentia, voltou a advertir a China contra uma ação unilateral em relação a Taiwan.
Neste domingo (31), Blinken afirmou ao seu homólogo chinês que os EUA se opõem às ações da China que aumentaram as tensões no estreito de Taiwan, segundo a Reuters.
Durante a reunião do G20, Blinken deixou "claro" que Washington é contrário a qualquer mudança unilateral por parte de Pequim na região.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала