Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Putin: região do Leste Asiático enfrenta ameaça de corrida armamentista após fim do Tratado INF

© Sputnik / Yevgeny PaulinPresidente russo Vladimir Putin durante seu discurso na 16ª cúpula da ASEAN, 27 de outubro de 2021
Presidente russo Vladimir Putin durante seu discurso na 16ª cúpula da ASEAN, 27 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 27.10.2021
Nos siga no
Em seu discurso na cúpula da ASEAN, o presidente russo Vladimir Putin afirmou que o Leste Asiático enfrenta a ameaça de uma corrida armamentista após o fim do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário.
"É importante não enfraquecer os esforços mútuos para manter a estabilidade e segurança regional", ressaltou o presidente russo. "Isso é ainda mais relevante levando em consideração que o número de desafios e ameaças na região da Ásia-Pacífico não apenas não diminui, como está crescendo, com situações de conflito de longa se tornando mais agudas e surgindo outras novas", continuou.
Ele relembrou que a Rússia, entendendo todo o perigo de tal situação, havia declarado uma moratória unilateral à implantação de mísseis de curto e médio alcance na Ásia-Pacífico e em outras regiões do mundo, exortando a um debate sério quanto ao assunto com todos os países interessados.
A 16ª cúpula da ASEAN está decorrendo desde terça-feira (26) em formato de videoconferência, sob a presidência de Brunei.
© REUTERS / Willy KurniawanBandeiras vistas for a do prédio do secretariado da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) na véspera do encontro dos líderes em Jacarta, Indonésia, 23 de abril de 2021
Bandeiras vistas for a do prédio do secretariado da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) na véspera do encontro dos líderes em Jacarta, Indonésia, 23 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Bandeiras vistas for a do prédio do secretariado da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) na véspera do encontro dos líderes em Jacarta, Indonésia, 23 de abril de 2021

Rússia tenta garantir acesso a vacinas anti-COVID-19 sem discriminação e sua aceitação mútua

Além do mais, Vladimir Putin propôs aos países da região do Leste Asiático criar um mecanismo comum de cooperação para combate à pandemia do coronavírus. Propostas específicas serão encaminhadas pelo lado russo em breve.
"Sublinho que a Rússia tenta dar uma contribuição real para resolver o problema do acesso livre e não discriminatório às vacinas anti-COVID-19 para os cidadãos de todos os países. Somos a favor da criação de um procedimento de reconhecimento mútuo dos certificados de vacinação, sem o qual, nas circunstâncias atuais, é praticamente impossível garantir a circulação livre dos cidadãos de nossos países por toda a região", disse o presidente russo.
As vacinas russas, sobretudo a Sputnik V, foram aprovadas para uso em 70 países e são fornecidas a mais de 50 países, relembrou Putin. Ele expressou seu agradecimento aos muitos parceiros da região Ásia-Pacífico pelo trabalho conjunto para fabricar as vacinas localmente.
O presidente russo também garantiu que Moscou está pronta para compartilhar sua experiência no enfrentamento da pandemia e expandir o programa de treinamento de epidemiologistas dos países da ASEAN.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала