Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Moscou apela a vizinhos do Afeganistão para impedirem militares dos EUA e OTAN em seus territórios

© Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia / Abrir o banco de imagensMinistro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov durante coletiva de imprensa conjunta com seu homólogo de Honduras Lisandro Rosales Banegas
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov durante coletiva de imprensa conjunta com seu homólogo de Honduras Lisandro Rosales Banegas - Sputnik Brasil, 1920, 27.10.2021
Nos siga no
O chanceler da Rússia afirmou que o Afeganistão atualmente é um país que tem de começar do zero após quase duas décadas de tentativas de impor modelos de organização política pelos Estados Unidos e OTAN.
Nesta quarta-feira (27), discursando na reunião dos países vizinhos do Afeganistão (Rússia, China, Irã, Paquistão, Tajiquistão, Turcomenistão, Uzbequistão) em Teerã, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, apelou aos países vizinhos do Afeganistão para impedirem a presença de militares dos EUA e OTAN em seus territórios.
"Apelamos aos países vizinhos do Afeganistão para impedirem a presença militar em seus territórios de forças dos EUA e OTAN, que planejam mover-se para lá após a saída do Afeganistão", disse Lavrov.
O ministro revelou que os grupos terroristas internacionais presentes no Afeganistão estão sendo manipulados de fora.
"É evidente que, sem uma luta resoluta contra a produção e tráfico de drogas, contra os grupos terroristas internacionais que estão entrincheirados no Afeganistão e manipulados de fora, será difícil elaborar uma boa política externa", afirmou o chanceler russo.
Segundo o ministro, a Rússia pretende usar todas os instrumentos regionais e internacionais disponíveis, como os recursos na Organização das Nações Unidas (ONU), da Organização para Cooperação de Xangai, entre outros.
Lavrov afirmou que o Afeganistão, com seu novo governo, terá dificuldades em regressar à arena internacional, mas tal é possível. O país tem uma "possibilidade de regressar à arena internacional como um Estado responsável e pacífico".
"A única maneira de alcançar este objetivo é criar condições normais de vida no próprio Afeganistão. Este será um pré-requisito importante para o retorno gradual dos afegãos à sua terra natal", disse Lavrov.
Moscou considera necessário mobilizar os esforços para fornecer a ajuda humanitária, econômica e financeira ao país.
O chanceler russo destacou que atualmente o Afeganistão é um país que tem de começar do zero, após quase duas décadas de tentativas de impor modelos de organização política pelos Estados Unidos e OTAN.
"A este respeito, gostaria de enfatizar: aqueles que levaram o país ao estado atual, devem ter a maior responsabilidade", conforme Lavrov.
O ministro russo disse ainda que a ONU deve desempenhar um papel de coordenação na regularização da situação no Afeganistão. Os países participantes da reunião no formato de consultas de Moscou fizeram esse apelo à ONU em 20 de outubro de 2021.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала