Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Gazprom afirma que vai prolongar fornecimento de gás à Moldávia depois de Chisinau pagar dívidas

© Sputnik / Ivan RudnevUma das usina da Gazprom, foto de arquivo
Uma das usina da Gazprom, foto de arquivo  - Sputnik Brasil, 1920, 23.10.2021
Nos siga no
A empresa de energia russa Gazprom estima que a dívida da Moldávia está em US$ 433 milhões (aproximadamente R$ 2,44 bilhões) e US$ 709 milhões (R$ 4 bilhões), incluindo pagamentos em atraso.
O porta-voz da gigante energética russa Gazprom, Sergei Kupriyanov, afirmou neste sábado (23) que não há viés político no impasse com o fornecimento de gás para a Moldávia. Kupriyanov disse que a Gazprom não pode operar com perda e acrescentou que se Chisinau não pagar totalmente a dívida, nenhum novo contrato será assinado a partir de 1º de dezembro e a Gazprom deixará de fornecer gás para o país.
"Atualmente a dívida é de US$ 433 milhões [R$ 2,44 bilhões], e o valor total é estimado em US$ 709 milhões [R$ 4 bilhões], incluindo atrasos nos pagamentos. As autoridades moldavas não querem reconhecer o valor da dívida. As autoridades moldavas também não gostam do preço do gás, embora o preço aqui seja claro e transparente", disse Kuprianov.
Horas antes, o vice-primeiro-ministro da Moldávia, Andrei Spinu havia afirmado que Moscou garantiu que a gigante energética russa Gazprom providenciaria suprimentos adicionais de gás para a Moldávia ainda em outubro.
"Durante as negociações, o lado russo nos garantiu que a Gazprom fornecerá imediatamente volumes adicionais de gás em outubro [...]. Esperamos que esses volumes sejam entregues à Moldávia em breve", escreveu Spinu na rede social Facebook.
A Rússia concordou em aumentar o fornecimento diário em 5 milhões de metros cúbicos, acrescentou o vice-primeiro-ministro. O político observou ainda que a Gazprom ofereceu à Moldávia a compra de gás a um preço mais alto do que propôs a outros países da região.

Novo acordo em outubro

Em 1 de outubro, a Gazprom prorrogou o contrato de fornecimento de gás com a Moldávia por um mês. Os preços do gás subiram para US$ 790 (R$ 4,46 mil) por 1.000 metros cúbicos, enquanto o preço médio de compra da Moldávia em 2021 foi de US$ 200 (R$ 1,1 mil) por 1.000 metros cúbicos.
A negociação sobre um novo acordo de longo prazo começou em junho. No início desta semana, foi noticiado que a Rússia ofereceu à Moldávia um preço do gás justo, de mercado, com um desconto adicional de 25%, desde que Chisinau pagasse sua dívida de US$ 709 milhões (R$ 4 bilhões), mas Chisinau insistiu em reduzir o preço pela metade.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала