Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Dinastia autoritária': Blinken acusa Ortega de preparar 'eleição simulada' na Nicarágua

© AFP 2021 / LUISA GONZALEZSecretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Bogotá, em 21 de outubro de 2021
Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Bogotá, em 21 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 22.10.2021
Nos siga no
Em junho, a polícia da Nicarágua prendeu 17 personalidades críticas do presidente, incluindo pelo menos cinco candidatos presidenciais. As eleições presidenciais no país ocorrem em 7 de novembro.
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, acusou nesta sexta-feira (22) o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, de preparar uma eleição simulada no mês que vem no país caribenho e tentar estabelecer uma "dinastia autoritária" em meio a uma onda de prisões de possíveis candidatos rivais, reporta a agência Reuters.
Blinken, que visitou a América Latina nesta semana com escalas no Equador e na Colômbia, expressou "alarme" sobre as ações do governo nicaraguense, afirmando que prejudicarão a eleição, na qual Ortega busca um quarto mandato consecutivo.
Em junho, a polícia nicaraguense prendeu 17 personalidades críticas do presidente, incluindo pelo menos cinco candidatos presidenciais e até alguns ex-colegas de Ortega na guerrilha sandinista.
© AFP 2021 / Cesar Perez / Presidência da Nicarágua Presidente da Nicarágua Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo em Manágua, dia 23 de junho de 2021
Presidente da Nicarágua Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo em Manágua, dia 23 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Presidente da Nicarágua Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo em Manágua, dia 23 de junho de 2021
Ortega, que está no poder há 15 anos, tem visto seu governo ficar cada vez mais isolado internacionalmente, reporta a mídia. Trabalhando com sua esposa, a vice-presidente Rosario Murillo, Ortega reforçou seu controle sobre o país.
Blinken destacou que a Nicarágua se comprometeu com a democracia há 20 anos, quando aderiu à Carta Democrática Interamericana.
"O presidente Ortega e a vice-presidente Murillo falharam em honrar esse compromisso ao preparar uma eleição simulada sem credibilidade, silenciando e prendendo oponentes e, em última instância, tentando estabelecer uma dinastia autoritária que não presta contas ao povo da Nicarágua", argumentou Blinken.
Washington impôs sanções e proibições de vistos para os EUA a vários aliados e familiares de Ortega.
"Os EUA continuam a trabalhar com parceiros na região e em todo o mundo para promover a responsabilização daqueles que apoiam as ações antidemocráticas de Ortega e Murillo", complementou o secretário de Estado norte-americano.
Blinken concluiu afirmando que Washington "continuará a pressionar o governo da Nicarágua a restaurar os direitos civis e políticos e a libertar imediata e incondicionalmente os presos políticos".
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала