Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Governador do Tocantins é alvo de operação da Polícia Federal; STJ determina afastamento do político

© Folhapress / Wagner Souza/Futura PressAgentes da Polícia Federal. Foto de arquivo
Agentes da Polícia Federal. Foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 20.10.2021
Nos siga no
Mandados de busca e apreensão são cumpridos na casa do governador Mauro Carlesse (PSL) e na sede do governo. Além do governador, o secretário de Segurança Pública também é um dos alvos das operações.
O governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), é alvo de operação da Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (20) para desarticular uma organização criminosa que supostamente tentou impedir ou obstruir investigações sobre atos ilícitos relacionados à cúpula do governo, informa o portal R7.
As operações Éris e Hygea foram determinadas pelo ministro Mauro Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Também nesta quarta-feira (20), o ministro determinou o afastamento de Carlesse do cargo por seis meses.
​Cerca de 280 policiais federais cumprem 57 mandados de busca e apreensão em diversos endereços, entre eles a residência do governador e o Palácio Araguaia, sede do governo do estado. A PF informou que cumpre também 50 medidas cautelares, como a suspensão do exercício das funções públicas, expedidas pelo STJ em Palmas, Gurupi, Porto Nacional, no Tocantins; Minaçu e Goiânia, em Goiás; Brasília e São Paulo.
De acordo com o STJ, as investigações foram iniciadas há quase dois anos e reúnem um vasto conjunto de elementos para demonstrar um complexo aparelhamento da estrutura estatal para a continuidade de diversos esquemas criminosos comandados pelo governador, o secretário de Segurança Pública do Tocantins, Cristiano Barbosa Sampaio, e outros investigados.
"Além da obtenção de novas provas, as operações buscam interromper a continuidade das ações criminosas, identificar e recuperar ativos frutos dos desvios, resguardar a aplicação da lei penal, a segurança de testemunhas e a retomada das Instituições Públicas", disse o STJ, em nota reproduzida pelo portal da CNN Brasil.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала