Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Acordo China-EUA sobre gás natural liquefeito pioraria crise energética na Europa, diz mídia

© Sputnik / Vitaly Timkiv / Abrir o banco de imagensEstação de transporte de gás exportado de Krasnodar, Rússia (foto de arquivo)
Estação de transporte de gás exportado de Krasnodar, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 19.10.2021
Nos siga no
O fechamento de um acordo bilionário entre Pequim e Washington para fornecimento à China de gás natural liquefeito, que pode ser assinado até o fim deste ano, pioraria a crise energética na Europa, revelou mídia.
O acordo sobre o gás entre a China e EUA pioraria a crise energética na Europa, conforme o canal de televisão alemão N-TV.
"Se Pequim e Washington fecharem o acordo, isso poderia ser um problema para a Europa, dado que suas reservas de gás não estão suficientemente cheias", segundo a mídia.
As grandes empresas chinesas estão na etapa final das negociações com exportadores norte-americanos de um acordo bilionário para fornecimento à China de gás natural liquefeito. Pequim espera que o acordo seja assinado até o fim deste ano.
A Rússia poderia ajudar a resolver situação no mercado europeu, aumentado as entregas através de seus gasodutos, afirmou a mídia.
No entanto, as capacidades de exportação de Moscou são limitadas devido à necessidade de encher suas próprias reservas e ao fato de que a extração de gás, provavelmente, atingiu o nível máximo, segundo N-TV.
O preço do gás na Europa subiu drasticamente nos últimos meses. No início de agosto, o preço estimado do contrato de futuros mais próximo pelo índice europeu TTF era de US$ 515 por mil metros cúbicos, enquanto no fim de setembro o indicador quase dobrou.
Após atingir o máximo histórico de US$ 1.937 por mil metros cúbicos, o preço do gás se estabilizou em cerca de US$ 1.000.
Do ponto de vista dos analistas, isso pode ter a ver com o fato de as reservas de gás no continente terem menos combustível que o habitual, com a redução da oferta do lado dos fornecedores principais e a alta demanda de gás natural liquefeito na Ásia.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала