Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

PGR segura 330 processos e emperra decisões do STF com Aras no comando do órgão

© REUTERS / Adriano MachadoAugusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a Procuradoria-Geral da República do Brasil, gesticula durante sabatina no Senado
Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a Procuradoria-Geral da República do Brasil, gesticula durante sabatina no Senado - Sputnik Brasil, 1920, 18.10.2021
Nos siga no
O procurador-geral da República afirmou no domingo (17) que "tem tido conversas" sobre a possibilidade de ocupar o cargo de ministro do STF. Contudo, Augusto Aras negou que tenha se candidatado ao posto.
A Procuradoria-Geral da República (PGR) está "segurando" 330 processos do Supremo Tribunal Federal (STF), atrasando assim, em alguns casos, a tramitação e o julgamento das causas. O levantamento é do portal UOL a partir de dados do STF.
Na lista, existem 20 ações que foram repassadas à PGR entre 2019 e 2020. O restante é deste ano. A PGR, todavia, contesta que esteja sob poder de 20 ações de 2019 e 2020, afirmando que são apenas dois desse período.
Em agosto deste ano, o procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou ao presidente do STF, Luiz Fux, ofício sobre o cumprimento de prazos processuais por parte da PGR. No documento, Aras reafirma a necessidade de que prazos não previstos em lei sejam fixados com razoabilidade, tendo em vista o grande volume de processos analisados pela PGR.
© Foto / Fellipe Sampaio/Divulgação/STFO presidente do STF, ministro Luiz Fux, durante sessão realizada por videoconferência.
O presidente do STF, ministro Luiz Fux, durante sessão realizada por videoconferência. - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
O presidente do STF, ministro Luiz Fux, durante sessão realizada por videoconferência.
No documento, o procurador-geral recorda que, segundo o regimento interno do STF, o prazo geral para manifestações da PGR é de 15 dias. Essa regra é aplicada quando a legislação processual ou o regimento não fixam prazo específico, dependendo da classe processual e do rito adotado.
Augusto Aras assumiu como procurador-geral da República em 26 de setembro de 2019, sendo aprovado pelo Senado Federal com 68 votos favoráveis e dez contrários.

Vaga no STF

O procurador-geral da República afirmou em entrevista à emissora Band no domingo (17) que "tem tido conversas" sobre a possibilidade de ocupar o cargo de ministro do STF. Contudo, Augusto Aras negou que tenha se candidatado ao posto.
"Eu admito que a conversa sempre ocorra, inclusive nos encontros fortuitos ou não, nos jantares ou encontros em um corredor, em uma seção. Todavia, eu não me candidatei a ministro do Supremo. Estou em um cargo de procurador da República [...] se em algum momento da minha vida eu for distinguido pelo presidente da República com a indicação, será uma grande honra", afirmou, acrescentando que não houve convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) até o momento.
Aras concluiu dizendo que quem quer ser ministro do Supremo "não pode ser PGR e vice-versa. O cargo de procurador-geral da República é extremamente conflituoso".
© Folhapress / Pedro LadeiraEx-ministro da Justiça do Brasil, André Mendonça
Ex-ministro da Justiça do Brasil, André Mendonça - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Ex-ministro da Justiça do Brasil, André Mendonça
Em julho, Bolsonaro indicou ao STF o ex-advogado-geral da União André Mendonça, que enfrenta resistências no Senado.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала