Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

China firma acordos com EUA para compra de gás natural liquefeito em meio à crise energética

© AFP 2021 / STRTrabalhador soldando tanques de armazenamento de gás natural liquefeito na China
Trabalhador soldando tanques de armazenamento de gás natural liquefeito na China - Sputnik Brasil, 1920, 17.10.2021
Nos siga no
As principais empresas chinesas de energia se encontram em negociações com exportadores norte-americanos para garantir o fornecimento de gás natural liquefeito no longo prazo.
Tal ocorrência pode ser justificada pelo aumento dos preços do gás e escassez interna de energia, que aumentaram as preocupações com a segurança do país em termos de combustível.
Pelo menos cinco empresas da China, tais como a Sinopec Corp. e a China National Offshore Oil Company (CNOOC), bem como distribuidoras de energia apoiadas pelo governo local, como a Zhejiang Energy, estão em discussões com exportadores dos EUA, entre eles a Cheniere Energy e a Venture Global, reporta a agência Reuters.
As discussões poderiam levar a negócios no valor de dezenas de bilhões de dólares que marcariam um aumento nas importações de gás natural liquefeito pela China dos EUA nos próximos anos.
As conversações com os fornecedores norte-americanos começaram no início de 2021, mas se aceleraram nos últimos meses em meio a uma das maiores crises energéticas das últimas décadas. Os preços do gás natural na Ásia subiram mais do quíntuplo este ano, criando preocupações de escassez de energia no inverno.
Várias fontes – em anonimato, uma vez que as negociações são privadas – esperam que novos negócios sejam anunciados nos próximos meses, após a direção da ENN Natural Gas Co., liderada pelo ex-chefe do maior comprador da China, CNOOC, anunciar um acordo de 13 anos com a norte-americana Cheniere na segunda-feira (11).
Esse foi o primeiro grande negócio de gás natural liquefeito entre os EUA e o gigante asiático desde 2018, de acordo com a mídia.
Os novos acordos comerciais também ajudarão a garantir a posição da China como o maior comprador mundial de gás natural liquefeito, ficando à frente do Japão neste ano.
Os carregamentos de gás dos EUA costumavam ser caros em comparação com seus suprimentos ligados ao petróleo do Catar e da Austrália, mas agora são mais baratos. Os exportadores norte-americanos de gás natural liquefeito têm aumentado sua capacidade devido à procura por tal matéria-prima nas principais economias asiáticas.
Por enquanto é difícil estimar o número total de negócios dessa natureza que estão sendo discutidos.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала