'Descoberta excepcional': mergulhadores acham 53 moedas de ouro romanas na costa da Espanha (FOTOS)

© Foto / University of AlicanteДайверы исследуют морское дно у побережья Аликанте
Дайверы исследуют  морское дно у побережья Аликанте - Sputnik Brasil, 1920, 24.09.2021
Nos siga noTelegram
Dois mergulhadores amadores em férias encontraram ao largo da costa espanhola um dos maiores tesouros de ouro da Europa.
Os cunhados Luis Lens e César Gimeno descobriram o tesouro enquanto estavam retirando lixo do fundo do mar perto da cidade portuária de Alicante, avança Daily Mail.
Apesar de estar no fundo marinho desde final do século IV d.C. ou início de século V d.C., as 53 moedas de ouro estão intactas, em "perfeito estado de conservação", permitindo que seja possível aos cientistas ler as inscrições e identificar os imperadores romanos.
© Foto / Universidade de AlicanteMoedas de ouro romanas encontradas no fundo do mar ao largo da costa de Alicante, na Espanha
Moedas de ouro romanas encontradas no fundo do mar ao largo da costa de Alicante, na Espanha - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Moedas de ouro romanas encontradas no fundo do mar ao largo da costa de Alicante, na Espanha
"Este é um dos maiores conjuntos de moedas de ouro romanas encontradas na Espanha e na Europa", disse Jaime Molina, da Universidade de Alicante.
"É uma descoberta arqueológica e histórica excepcional, uma vez que o seu estudo pode oferecer abundância de novas informações para entender a fase final da queda do Império Romano do Ocidente", acrescentou.
© Foto / Universidade de AlicanteMoeda de ouro romana encontrada no fundo do mar ao largo da costa de Alicante, na Espanha
Moeda de ouro romana encontrada no fundo do mar ao largo da costa de Alicante, na Espanha  - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Moeda de ouro romana encontrada no fundo do mar ao largo da costa de Alicante, na Espanha
Especialistas da Universidade de Alicante já identificaram três moedas que exibem o imperador romano Valentiniano I, sete moedas de Valentiniano II, 15 de Teodósio I, outras 17 de Flávio Arcádio e 10 do imperador Honório.
"Não há fragmentos de navios afundados na área onde as moedas foram encontradas, portanto provavelmente esta foi uma tentativa de escondê-las da chegada dos bárbaros à costa da Hispânia, neste caso dos alanos", conclui Molina.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала