Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Caso rachadinhas: TJ-RJ afirma que Carlos Bolsonaro é suposto chefe de organização criminosa

© Folhapress / Magalhães Jr / Photo PressVereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro
Vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro - Sputnik Brasil, 1920, 23.09.2021
Nos siga no
Filho do presidente Jair Bolsonaro é alvo de investigação por supostas práticas de rachadinha e nomeação de funcionários fantasmas em seu gabinete na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro.
O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) informou à Justiça fluminense ter "indícios suficientes" de desvio de dinheiro público no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) na Câmara Municipal, através da nomeação de funcionários fantasmas entre 2001 e 2019.
"Há indícios de que as condutas evidenciadas possam configurar crimes de peculato-desvio. Contudo, a tipificação penal definitiva, a definição da abrangência e a responsabilidade penal de todos os agentes só serão possíveis após o afastamento dos sigilos e análise dos dados bancários do vereador e dos assessores nomeados por ele no curso de seu mandato, assim como dos demais alvos", afirmou o MP-RJ, reproduzido pelo jornal O Globo.
Na autorização de quebra dos sigilos bancário e fiscal do filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao MP-RJ, o juiz Marcelo Rubioli, da 1ª Vara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), sustentou que identificou "indícios rotundos de atividade criminosa em regime organizado" cometidos por Carlos.
© Folhapress / Pedro LadeiraO vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente e vereador do Rio de Janeiro, 6 de maio de 2021
O vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente e vereador do Rio de Janeiro, 6 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
O vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente e vereador do Rio de Janeiro, 6 de maio de 2021
Citado pelo portal UOL, Rubioli alega que "os elementos de informação coligidos aos autos, mais notadamente quando se atenta ao vasto acervo de documentos que acompanham o expediente investigatório, apontam para a existência de fortes indícios da prática de crime de lavagem de capitais".
Para o juiz, o vereador é tido como chefe da organização criminosa, "até porque o mesmo efetua as nomeações dos cargos e funções do gabinete".
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала