- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Comitiva brasileira na Assembleia Geral da ONU entra em quarentena após caso de COVID-19

© REUTERS / John MinchilloJair Bolsonaro, presidente do Brasil, durante 76ª Sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, EUA, 21 de setembro de 2021
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, durante 76ª Sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, EUA, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 22.09.2021
Nos siga noTelegram
A comitiva brasileira que viajou a Nova York, EUA, para participar da 76ª Assembleia Geral da ONU, teria entrado em quarentena após um membro ter sido revelado como estando infectado pela COVID-19.
A comitiva brasileira na Assembleia Geral da ONU entrou em quarentena depois que foi detectado nela um caso de coronavírus, revelou na quarta-feira (22) uma fonte da ONU à Sputnik.
Em resposta à pergunta se a delegação brasileira entrou em quarentena, a fonte disse: "Sim, a delegação em questão entrou em quarentena após um caso positivo confirmado por uma missão à ONU".
O escritório de António Guterres confirmou que a comitiva brasileira entrou em quarentena devido a caso de infecção, e negou que a pessoa visada entrou em contato com o secretário-geral da ONU.
"A Missão Permanente [do Brasil] nos informou ontem [21] à noite que um delegado que estava na Sala da Assembleia Geral ontem de manhã deu resultado positivo para a COVID-19 mais tarde nesse dia. Estamos trabalhando em estreita colaboração com a Missão Permanente no acompanhamento necessário", disse Stéphane Dujarric, porta-voz de Guterres.
"O Estado-membro confirmou que toda a delegação decidiu entrar em quarentena voluntária durante catorze dias", sublinhou.
Na terça-feira (21) Bolsonaro discursou na Sala da Assembleia Geral.
Anteriormente na quarta-feira (22) a Anvisa emitiu uma sugestão de quarentena de 14 dias a toda a comitiva do Brasil na ONU, justificando a ação com um diagnóstico da COVID-19 nos EUA por Marcelo Queiroga, ministro da Saúde.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала