Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Relator da CPI da Covid sobre presidente da Câmara não pautar impeachment: 'Grande omissão'

© Foto / Waldemir Barreto/Divulgação/Agência SenadoO senador Renan Calheiros (MDB-AL) durante sessão do plenário do Senado Federal.
O senador Renan Calheiros (MDB-AL) durante sessão do plenário do Senado Federal. - Sputnik Brasil, 1920, 17.09.2021
Nos siga no
Senador Renan Calheiros afirmou que Arthur Lira pode concordar ou não com os pedidos de impeachment, mas precisa despachá-los. O relator da CPI da Covid reiterou ainda que acha que a lei do impeachment precisa ser atualizada.
O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou nesta sexta-feira (17) que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), protagoniza "grande omissão" ao não pautar os pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
"O presidente da Câmara dos Deputados precisa despachar os pedidos de impeachment. Ora, se ele for a favor, ele faz um despacho favorável; se ele for contra, ele faz um despacho contrário [...]. O que está havendo hoje é uma grande omissão do presidente da Câmara, que não quer correr o risco de ver esta decisão sendo tratada em plenário", disse o senador durante audiência com juristas do grupo Prerrogativas, citado pelo portal Metrópole.
Calheiros entende que o parlamentar "engaveta" os pedidos por medo do resultado. O relator da CPI da Covid reiterou ainda que acha que a Lei do Impeachment precisa ser atualizada.
© Folhapress / Pedro LadeiraO presidente da câmara dos deputados Arthur Lira chega à Câmara dos Deputados
O presidente da câmara dos deputados Arthur Lira chega à Câmara dos Deputados - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
O presidente da câmara dos deputados Arthur Lira chega à Câmara dos Deputados
"Eu acho que estamos diante de uma óbvia oportunidade de trabalharmos na atualização da própria lei, que é de 1950, quando nós ainda não tínhamos o aparelhamento e a eficiência que nós temos hoje", explicou o senador.
O encontro com juristas também contou com a participação de outros membros da CPI, como o vice-presidente, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). O parlamentar endossou a fala de Calheiros e disse que o presidente da Câmara tem poderes semelhantes ao de um primeiro-ministro.
"É uma espécie de primeiro-ministro. O presidente fica na mão dele, há excesso de poder, que não é regulado e este é um problema a ser resolvido [...]. Eu prefiro promover alterações no âmbito da Lei do Impeachment", disse Rodrigues.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала