Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Emerge na Turquia cidade milenar 'desaparecida' desde 1955 (FOTOS)

CC BY 2.0 / Flickr.com / Leonora (Ellie) Enking / Cidade perdida (imagem referencial)
Cidade perdida (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 13.09.2021
Nos siga no
Uma cidade construída há cerca de 2.000 anos na atual Turquia voltou a surgir após dois terços de século. Um arqueólogo já tinha estudado o local em 1955, antes de uma barragem inundar a cidade.
Foi encontrada no sul da Turquia uma cidade antiga submersa, depois que uma seca fez baixar o nível de água, relatou na quinta-feira (9) o jornal Daily Sabah.
Augusta subindo: a cidade antiga torna-se visível à medida que as águas recuam no Lago da Barragem de Seyhan, em Adana, Turquia.
A cidade, que se estima ter sido fundada entre 58 a.C. e 29 d.C. em nome de Lívia Drusa, ou Júlia Augusta, esposa do imperador romano Augusto, foi inundada devido ao enchimento do Lago da Barragem de Seyhan em 1955. Como conta Mustafa Tokali, um morador local, desde então a água retrocede todos os anos, mas esta foi a primeira vez que caiu ao ponto de revelar uma seção de Augusta.
"Uma grande quantidade de história aconteceu aqui. Nós conhecemos este lugar há anos. Cada pedra ali é maior do que um carro. Os degraus são visíveis, assim como o teatro. Alguma coisa aconteceu lá. Seria bom se ele realmente ressurgisse. É chamada de cidade antiga. Na verdade, há pedras tumulares lá. Queremos que este lugar veja a luz do dia", disse Yahya Bebek.
Ele acrescentou que os idosos referiam a existência de uma masmorra debaixo da cidade, onde eles guardavam seus bois. "Eu visitei as pedras especiais lá por um ano. Cada pedra é enorme. Como essas pedras eram movidas naquela época?", questionou.
A cidade antiga vem à luz enquanto a água recua
Antes de Augusta ter sido inundada em 1955 devido à entrada em funcionamento da barragem, um arqueólogo chamado Mahmut Akok fez um estudo da cidade, descobrindo que tinha 1.000 a 1.500 metros de comprimento nas direções norte-sul e noroeste, era rodeada por muralhas de castelo, cada uma com colunas de mármore de 5,4 metros de altura, e tinha um teatro ao ar livre com uma área de 62 metros de diâmetro.
"A investigação das ruínas, que estão localizadas no reservatório do Lago da Barragem de Seyhan, e acredita-se serem a antiga cidade de Augusta, foi-nos atribuída pela Direção-Geral de Antiguidades e Museus do Ministério da Educação [da Turquia]. Realizamos uma inspeção no local cerca de dez dias antes que a água inundasse a área", escreveu Akok.
"Estas ruínas estavam a 25 quilômetros a leste da cidade de Adana e localizadas em um terraço semelhante a uma península onde o riacho corria, na junção do vale Kurucay, com um dos braços do rio Seyhan estendendo-se ao norte. Hoje, uma parte do vilarejo de Karaomerli permanece junto ao lago, enquanto o vilarejo de Gube [a área onde se localiza a antiga cidade] está submerso", detalhou.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала