Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Uruguai avança em acordo comercial com China à revelia do Mercosul

© Foto / Susana Troude Lescout / Presidência do UruguaiO presidente do Uruguai Luis Lacalle Pou durante cúpula de 30 anos do Mercosul
O presidente do Uruguai Luis Lacalle Pou durante cúpula de 30 anos do Mercosul - Sputnik Brasil, 1920, 08.09.2021
Nos siga no
O presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou, informou os partidos políticos com representação parlamentar sobre os avanços relacionados aos acordos comerciais com terceiros países, particularmente com a China.
"O presidente Luis Lacalle Pou recebe representantes [...] de todos os partidos políticos com representação parlamentar. O mandatário convocou este encontro para prestar informação relevante sobre os últimos avanços em matéria de acordos comerciais com terceiros países, particularmente, com a República Popular da China", comunicou a Presidência.
Este acordo, a ser assinado, seria à revelia do Mercado Comum do Sul (Mercosul), bloco que o Uruguai integra junto da Argentina, Brasil, Paraguai e Venezuela (atualmente suspensa).
O presidente uruguaio reconheceu em coletiva de imprensa que o avanço em um acordo comercial com a China pode gerar incômodos em seus parceiros do Mercosul.
Lacalle Pou também informou que o Executivo "recebeu uma resposta formal do governo chinês aceitando avançar em um acordo de livre comércio, estudo de viabilidade, e se houver acordo, avançar no TLC [tratado de livre comércio]".
O estudo de viabilidade mostrará "quem são os ganhadores e os perdedores destes acordos [com terceiros países]" e analisará "se há medidas compensatórias", afirmou.
A China informou que espera concluir o acordo de viabilidade no final do ano, anunciou o presidente uruguaio.
Além disso, ele adicionou que o Uruguai está aberto "a firmar tratados de livre comércio com todo o mundo".
"Se podemos avançar em um TLC com a China e com os EUA, seja bem-vindo. Não é um ou outro. Os dois, melhor", expressou.
O Uruguai, assim como o Brasil, busca flexibilizar o Mercosul para que cada um de seus membros possa firmar acordos bilaterais extra bloco, iniciativa que sofre resistência, especialmente por parte da Argentina.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала