Revelado que gasoduto Nord Stream 2 começará a funcionar até fim de 2021

© Sputnik / Nord Stream 2 / Abrir o banco de imagensEspecialistas instalam último tubo da segunda linha do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2), marcando o fim próximo da construção do projeto
Especialistas instalam último tubo da segunda linha do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2), marcando o fim próximo da construção do projeto - Sputnik Brasil, 1920, 06.09.2021
Nos siga noTelegram
A empresa Nord Stream 2 AG, operadora do projeto, informou ter instalado o último tubo da segunda linha do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2).
Nord Stream 2 AG em breve realizará a acoplagem das partes alemã e dinamarquesa do gasoduto e depois iniciará a preparação do comissionamento. A empresa pretende começar a operar o gasoduto até o fim de 2021.
"Em 6 de setembro, os especialistas da barcaça de colocação de tubos Fortuna soldaram o último tubo da segunda linha do gasoduto Nord Stream 2, depois disso, o tubo número 200.858 será colocado no fundo do mar Báltico nas águas alemãs", de acordo com a empresa Nord Stream 2 AG.
A empresa destacou que o gasoduto contribuirá para atender as necessidades de longo prazo do mercado de energia europeu no âmbito de importação do gás natural, garantindo entregas seguras e confiáveis em condições econômicas razoáveis.
Por sua vez, a empresa de energia russa Gazprom informou sobre o fim da instalação de tubos no Nord Strem 2 em seu canal no Telegram.
O chanceler russo, Sergei Lavrov, disse que o Nord Stream 2 está sendo "atacado", embora os EUA entendessem que o gasoduto será concluído daqui a poucos dias.
"Atualmente, está sendo realizado um ataque frontal contra o Nord Stream 2, embora todos entendam, até os americanos entenderam, que ele será concluído daqui a alguns dias", afirmou Lavrov aos jornalistas.
O projeto Nord Stream 2 prevê a construção de duas linhas de gasoduto para transportar até 55 bilhões de metros cúbicos de gás natural por ano da Rússia para a Alemanha, passando pelo mar Báltico.
Vários países expressam ativamente sua oposição ao projeto, entre eles os EUA, que promovem na Europa seu próprio gás natural liquefeito, e também a Ucrânia e a Polônia. Washington introduziu sanções contra o gasoduto por várias vezes.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала