Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Deputada Carla Zambelli é intimada pela PF a depor em inquérito que apura incitação a atos violentos

© Folhapress / Wallace MartinsDeputada Federal Carla Zambelli durante encontro com parlamentares e apoiadores do Aliança pelo Brasil em Brasília
Deputada Federal Carla Zambelli durante encontro com parlamentares e apoiadores do Aliança pelo Brasil em Brasília - Sputnik Brasil, 1920, 04.09.2021
Nos siga no
Na sexta-feira (3), o blogueiro cearense Wellington Macedo foi preso por incitação a atos violentos e financiamento de atos contra as instituições e a democracia.
A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou neste sábado (4) ter sido intimada pela Polícia Federal (PF) a prestar depoimento no âmbito do inquérito destinado a apurar supostos atos criminosos e violentos no 7 de setembro.
​A parlamentar diz que a oitiva deve ocorrer até domingo (5), por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. A parlamentar afirmou que vai comparecer ao depoimento mesmo sem ter tido acesso aos autos.
"Em respeito à PF e à Constituição, me farei presente. É certo que, para mim, o mar ficará agitado após essa oitiva, mas nada impedirá que mantenha minhas convicções e acredite naquilo que sempre defendi", escreveu a deputada na rede social Twitter.
© Foto / Luis Macedo/Câmara dos DeputadosDeputada federal Carla Zambelli (PSL-SP)
Deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP)

Prisões antes do feriado

Na sexta-feira (3), a PF prendeu um dos suspeitos de articular atos antidemocráticos no feriado de 7 de setembro, o blogueiro bolsonarista Wellington Macedo. A PF também procura o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão, para cumprimento de um segundo mandado de prisão. Ele já havia sido alvo de busca e apreensão deflagrada no mês passado sob suspeita de ser um dos organizadores do ato antidemocrático.
A ação investiga ainda o cantor Sérgio Reis e o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ). Em 20 de agosto, a PF visitou pelo menos quatro endereços em Brasília e Rio de Janeiro ligados ao deputado federal e ao cantor.
Otoni de Paula passou a ser investigado ainda em 2020 por supostos crimes de difamação, injúria e coação em vídeos com ataques e ofensas ao ministro Alexandre de Moraes. Otoni chamou Moraes de "lixo", "tirano" e "canalha". Posteriormente, o deputado pediu desculpas pela publicação do conteúdo.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала