Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Desenterram na França vasos cheios de joias e armas em uma necrópole de 2.800 anos (FOTO, VÍDEO)

© Foto / Direcção de Cultura e do Turismo de AidimEscavações arqueológicas na província de Aidim, no ocidente da Turquia
Escavações arqueológicas na província de Aidim, no ocidente da Turquia - Sputnik Brasil, 1920, 29.08.2021
Nos siga no
Arqueólogos da Universidade de Toulouse, na França, descobriram vários vasos de cerâmica de grande tamanho com inúmeros itens consistindo de joias e armas de aproximadamente 2.800 anos.

De acordo com portal Pour la Science, a descoberta ocorreu durante trabalhos de escavação perto da cidade de Gannat, em uma ravina no vale do rio Sioule no departamento de Allier, no centro da França.

No local existiu um assentamento da cultura dos campos de urnas, um horizonte arqueológico que se expandiu por grande parte da Europa entre os séculos XIII e VIII a.C. e que se caracterizou por ritos funerários baseados no enterramento de urnas de cerâmica com restos cremados, formando vastas necrópoles.
© Foto / Pourlascience / M. ValléeArmas e joias de 2.800 anos encontradas em um vaso em uma necrópole no centro da França
Desenterram na França vasos cheios de joias e armas em uma necrópole de 2.800 anos (FOTO, VÍDEO) - Sputnik Brasil, 1920, 29.08.2021
Armas e joias de 2.800 anos encontradas em um vaso em uma necrópole no centro da França

Os especialistas desenterraram centenas de artefatos colocados nos vasos em camadas. No fundo dos recipientes foram encontradas pulseiras e tornozeleiras para adultos e crianças, bem como pingentes.

Por cima disso, os arqueólogos acharam ferramentas agrícolas, de artesanato e armas, tais como foices, cinzéis, pontas de lanças, espadas e lâminas, além de equipamento equestre e adornos para carruagens.

Por fim, na parte superior encontraram machados de bronze, cujo estado intacto sugere que eles não eram usados como armas, mas serviam como "moeda" de troca.

Pesquisadores destacaram o bom estado de conservação de todos estes elementos e conjeturaram que os objetos teriam sido enterrados como oferendas para obter ajuda divina ao estabelecer um assentamento ou antes de migrar para outro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала