Milícias iraquianas afirmam ter atacado 8 comboios de logística dos EUA em 24 horas (VÍDEO)

© AP Photo / Gustavo FerrariUm comboio de caminhões-tanques de combustível escoltados por um veículo do Exército dos EUA entra no Kuwait no posto fronteiriço militar de Abdaly na fronteira Kuwait-Iraque (foto de arquivo)
Um comboio de caminhões-tanques de combustível escoltados por um veículo do Exército dos EUA entra no Kuwait no posto fronteiriço militar de Abdaly na fronteira Kuwait-Iraque (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 27.08.2021
Nos siga noTelegram
Milícias xiitas iraquianas atacaram oito comboios de logística dos EUA em apenas um dia, segundo revela a Sabereen News, uma agência ligada às milícias.

A série de ataques teria ocorrido na terça-feira (24) com diversos comboios atingidos nas zonas de Nasiriyah e Samawah, no sudeste do Iraque, e outros dois atacados em al-Diwaniyah, capital da província sudeste de al-Qadisiyyah.

A milícia Qasem al-Jabbarin, que as autoridades dos EUA alegam ser uma fachada para o grupo Kataib Hezbollah e é especializada em organizar detonação de explosivos à beira de rodovias, assumiu a responsabilidade pelos ataques.

Os EUA classificam o Kataib Hezbollah como uma organização terrorista e têm repetidamente atacado as instalações deste grupo no território do Iraque e da Síria, provocando críticas por parte das autoridades em Bagdá e Damasco.

A Qasem al-Jabbarin divulgou imagens que supostamente mostram várias explosões na rodovia perto de comboios de caminhões-tanque. No entanto, a Sputnik não consegue confirmar a veracidade do vídeo tal como divulgado pela milícia.

​Em 24 de agosto, [foram feitos] oito ataques em um dia com dispositivos explosivos improvisados (IED) contra comboios logísticos dos EUA. Grupos de resistência iraquianos atacaram comboios logísticos dos EUA nas áreas de Naseriyah e Samawah. Dois comboios também foram atacados em Diwaniyah e outros dois separadamente na área de Babel e na cidade de Bagdá.  

De acordo com o ISWNews, desde março o número total de ataques a comboios logísticos dos EUA no Iraque aumentou para 130. O Pentágono, por sua vez, ainda não forneceu qualquer comentários sobre os alegados ataques.

Os EUA transportam regularmente veículos militares e caminhões carregados de petróleo e trigo roubados da Síria através da passagem fronteiriça ilegal de al-Waleed, entre o oeste do Iraque e o sul da Síria.

No mês passado o primeiro-ministro iraquiano Mustafa al-Kadhimi e o presidente dos EUA Joe Biden chegaram a um acordo, nos termos do qual todas as forças de combate americanas seriam retiradas do Iraque até o final de 2021.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала