Pentágono: 'ninguém previa' queda do governo afegão em apenas 11 dias

© REUTERS / StringerSoldado afegão em veículo militar em Cabul, Afeganistão, 15 de agosto de 2021
Soldado afegão em veículo militar em Cabul, Afeganistão, 15 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 23.08.2021
Nos siga noTelegram
O chefe do Pentágono revelou que a inteligência dos EUA fez diferentes previsões, mas ninguém imaginava que o governo afegão cairia tão rápido após a saída dos militares estrangeiros.

O secretário da Defesa dos EUA, Lloyd Austin, afirmou que ninguém imaginava que o governo afegão caísse em apenas 11 dias, tudo foi "muito rápido", disse ele em uma entrevista ao ABC.

"Foi uma evolução muito rápida, extremamente veloz, de ritmo acelerado", disse Austin. "Tudo isso ocorreu em um prazo de cerca de 11 dias. Ninguém previa que o governo caísse em 11 dias."

O chefe do Pentágono sublinhou que as previsões iniciais da inteligência norte-americana de quanto tempo o governo afegão poderia conter o Talibã após a retirada do contingente militar estrangeiro eram substancialmente divergentes.

"Houve avaliações que variavam inicialmente de um a dois anos a, sabe, vários meses, mas era uma ampla gama de avaliações", segundo o chefe do Pentágono.

"Quando o Talibã começou a obter ganhos e quando vimos que em vários casos houve menos combate e mais rendição e mais forças simplesmente evaporaram, foi muito difícil prever com precisão", indicou Austin.

Perguntado se o planejamento da retirada dos Estados Unidos foi "aceitável e adequado", Austin respondeu positivamente.

O presidente Joe Biden e sua administração "herdaram" o prazo de saída de 1º de maio e tiveram que avaliar rapidamente a situação e analisar todas as opções possíveis. "Nenhuma dessas opções era uma boa opção", destacou.

Segundo as declarações do Pentágono, cerca de 17.000 indivíduos foram evacuados do Afeganistão durante a última semana e cerca de 22.000 pessoas foram evacuadas desde o fim de julho. Entre elas estão 2.500 cidadãos americanos.

Os cidadãos americanos e afegãos são cada vez mais sujeitos a violência e intimidação em seu caminho ao Aeroporto Internacional de Hamid Karzai, de acordo com relatos da mídia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала