Testes conjuntos da AstraZeneca e Sputnik Light revelam alta proteção contra COVID-19

© Sputnik / RFPI e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya / Abrir o banco de imagensFrascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)
Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 20.08.2021
Nos siga noTelegram
A combinação das vacinas AstraZeneca e Sputnik Light contra a COVID-19 mostrou altos níveis de imunidade de acordo com dados preliminares do RDIF.

Dados obtidos durante um ensaio clínico no Azerbaijão envolvendo a combinação dos imunizantes AstraZeneca e da russa Sputnik Light contra a COVID-19 foram divulgados nesta sexta-feira (19) e mostraram alta eficácia, disse o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, na sigla em inglês).

"Os ensaios clínicos no Azerbaijão começaram em fevereiro de 2021 […] Os dados preliminares dos primeiros 20 participantes mostram anticorpos para a proteína spike do vírus SARS-CoV-2 (proteína S) eliciados em 100% dos casos", divulgaram.

Segundo o RDIF, "a análise provisória dos dados já havia demonstrado anteriormente um perfil de alta segurança para o uso combinado das vacinas sem efeitos adversos graves ou casos de infecção por coronavírus após a vacinação", disse o RDIF em um comunicado à imprensa.

Um memorando de cooperação entre o desenvolvedor da Sputnik V, o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, a AstraZeneca, o RDIF e a R-Pharm foi assinado em dezembro de 2020.

© Sputnik / Vladimir Pesnya / Abrir o banco de imagensEm Moscou, na Rússia, uma pesquisadora trabalha em um laboratório do Centro Gamaleya, responsável pelo desenvolvimento da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19, em 14 de agosto de 2020
Testes conjuntos da AstraZeneca e Sputnik Light revelam alta proteção contra COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 20.08.2021
Em Moscou, na Rússia, uma pesquisadora trabalha em um laboratório do Centro Gamaleya, responsável pelo desenvolvimento da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19, em 14 de agosto de 2020

O documento pressupõe cooperação no desenvolvimento e implementação de um programa de pesquisa clínica para avaliar o uso combinado de um dos componentes da vacina Sputnik V e um dos componentes da vacina AZD1222, desenvolvida pela AstraZeneca em cooperação com a Universidade de Oxford.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала