Pela 1ª vez é declarada grave escassez de água no maior reservatório dos EUA

© AP Photo / John LocherPessoas observam o lago Mead próximo da barragem Hoover no Arizona
Pessoas observam o lago Mead próximo da barragem Hoover no Arizona - Sputnik Brasil, 1920, 17.08.2021
Nos siga noTelegram
As autoridades anunciaram uma redução obrigatória no fornecimento d'água a milhões de pessoas em meio às secas na bacia baixa do rio Colorado.

Funcionários federais dos EUA declararam uma grave escassez d'água no lago Mead, o maior reservatório do país, que fornece dezenas de milhões de moradores de diversos estados da união e também do norte do México, em meio a uma seca histórica na região.

O Escritório de Reclamação dos EUA observou em um comunicado que se trata da primeira escassez de "nível 1" na bacia baixa do rio Colorado, o que vai provocar uma redução obrigatória no fornecimento de água em 2022.

Atualmente, o armazenamento total d'água no sistema do rio Colorado está em 40% de sua capacidade, sendo que em 2020, no mesmo período, estava em 49%.

© AP Photo / John LocherRestos de boia no lago Mead, maior reservatório no rio Colorado
Pela 1ª vez é declarada grave escassez de água no maior reservatório dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 17.08.2021
Restos de boia no lago Mead, maior reservatório no rio Colorado

A redução no fornecimento d'água visa garantir que o reservatório, formado na década de 1930 com a construção da represa Hoover, recupere seu nível para seguir gerando energia elétrica.

"Estamos vendo os efeitos da mudança climática na bacia do rio Colorado através das secas prolongadas, temperaturas extremas, grandes incêndios florestais e, em alguns lugares, inundações e deslizamentos de terra. E agora é o momento de tomar medidas para responder a tudo isso", declarou a subsecretária de Água e Ciência, Tanya Trujillo.

A redução do nível d'água e as secas vão afetar principalmente os agricultores do estado do Arizona. Eventualmente, os moradores das grandes cidades, e inclusive as atividades industriais, poderiam ser afetadas pela escassez, já que é provável que os padrões climáticos piorem, e possivelmente jamais voltem ao normal, afirmam os especialistas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала